Cotidiano

Projetos aprovados pelo Codecon podem injetar R$ 2,6 milhões em investimento e gerar empregos diretos

Projetos são voltados para os setores de reciclagem, tanques de combustível e comércio atacadista

Fábio Oruê Publicado em 25/10/2021, às 17h25

None
Foto: Divulgação/ PMCG

O Condecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande) aprovou nesta segunda-feira (25) pedidos de incentivos apresentados por três empresas por meio da Lei do Prodes, que devem injetar pouco mais de R$ 2,6 milhões e gerar 20 novos empregos diretos.

De acordo com a prefeitura, foram aprovados projetos empresariais voltados para os setores de reciclagem da construção civil, reformas de tanques de combustível e comércio atacadista de óleos e gorduras.

As empresas que tiveram seus pedidos aprovados para receber os benefícios solicitados são:

  • VITOR GONÇALVES FARIA – Usina de reciclagem de resíduos da construção civil, fabricação de artefatos de concreto, entre outros.Essa empresa pretende investir R$ 960 mil para criar 8 novos empregos diretos;
  • REFORMA DE TANQUES CASCAVEL LTDA – Prestação de serviços em reformas de tanques de combustível, descontaminação de equipamentos para transportes de produtos perigosos. O investimento fixo aqui será de R$ 1 milhão, com compromisso de criar 8 novos empregos diretos.
  • TRANS OIL AMBIENTAL – EIRELI – Comércio atacadista de óleos e gorduras, coleta de resíduos, transporte rodoviário de carga de produtos perigosos e não perigosos.Essa empresa pretende investir R$ 650 mil para criar 4 novos empregos diretos.

Os conselheiros também analisaram na manhã de hoje a reconsideração de benefícios aprovados pelo conselho e de tramitação processual. Houve também posse de novos conselheiros do setor governamental.

O Codecon é órgão colegiado composto atualmente por 14 integrantes representando sete órgãos governamentais e sete entidades não governamentais. Em 2022 o Codecon passará a contar com 18 membros com a alteração da Lei, além dos suplentes, com o propósito de conferir maior participação da sociedade nas decisões relativas ao desenvolvimento da cidade.

Jornal Midiamax