Cotidiano

Projeto que atende mais de 30 famílias por mês pede doações para completar cestas básicas

Com frio chegando, roupas e cobertores também são aceitos

Dândara Genelhú Publicado em 01/06/2021, às 15h55

Projeto também faz doação de roupas e brinquedos.
Projeto também faz doação de roupas e brinquedos. - Foto: Leitor Midiamax.

De forma independente, o Projeto Fazer o Bem atende mais de 30 famílias em vulnerabilidade social por mês em Campo Grande. No entanto, a ação precisa de doações para completar as cestas básicas que serão entregues nas comunidades da Capital.

Ao Jornal Midiamax, a fundadora do projeto, Maria Helena Esquivel, disse que no momento existem alimentos para cerca de 20 cestas básicas. O projeto idealizado por ela atende famílias de diversas comunidades, como as da região do Noroeste, Futurista, Panorama e até mesmo assentamentos, como o Estrela na Saída de Três Lagoas.

Fundado há quatro anos, o Projeto Fazer o Bem possui nove voluntários. “Quando você entra na comunidade, logo vê aquela situação e chega a ser doloroso. Hoje está ainda pior, por conta da pandemia da Covid-19”, explica a fundadora.

Além de alimentos, são recebidos pelo projeto roupas, brinquedos e até móveis, como camas. Com o frio se aproximando, camas e cobertores ajudam a afastar a friagem dos moradores dessas comunidades. 

Interessados em ajudar o projeto e as famílias em vulnerabilidade social podem deixar as doações na rua Atuba, número 170, no Conjunto Nova Serrana. Dúvidas podem ser tiradas diretamente com a Maria, por meio do 67 9 9141-2069.

Jornal Midiamax