Cotidiano

Prefeitura lança campanha para orientar população sobre pessoas em situação de rua

Campanha “Não dê Esmolas, dê Dignidade. Não dê Esmolas dê oportunidades” visa divulgar ações de acolhimento a moradores de rua

Renata Barros Publicado em 21/09/2021, às 09h26

None
Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal

A prefeitura de Campo Grande lança nesta quinta-feira (23) a campanha “Não dê Esmolas, dê Dignidade. Não dê Esmolas dê oportunidades” com o objetivo de orientar a população sobre ações realizadas pela prefeitura na atenção às pessoas em situação de rua. O lançamento será na Esplanada Ferroviária, às 10h30.

O secretário municipal de Assistência Social, José Mario Antunes, afirma que resgatar a dignidade das pessoas em situação de rua é um dos principais propósitos da Secretaria. “Nossas equipes realizam o trabalho de abordagem e acolhimento 24 horas, todos os dias da semana, e são essas ações que vamos evidenciar durante a campanha, pedindo à população que nos ajude, divulgando os serviços que são ofertados pela Rede de Assistência Social do Município”, explica.

A prefeitura tem uma série de ações voltadas para o público em situação de rua, como de abordagem na rua, tratamento em clínicas terapêuticas, acompanhamento médico, cursos, capacitação e até o encaminhamento ao mercado de trabalho.

[Colocar ALT]
Serviço de abordagem é realizado 24h.
Foto: Divulgação/PrefeituraMunicipal

Acolhimento em 2021

De março a agosto deste ano, foram realizados ao todo mais de 3,2 mil atendimentos nas unidades de acolhimento institucional da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), além de 2036 atendimentos a migrantes e imigrantes.

Foram realizados 926 encaminhamentos para o mercado de trabalho e fornecidas 1447 passagens às pessoas em situação de rua e estrangeiros para retornar às suas cidades de origem, com o propósito de restabelecer vínculos familiares.

“É uma campanha para conscientizar as pessoas, mostrando que o mais importante é oferecer oportunidades para que ela tenha condições de ter uma renda, de sustentar sua família com seu próprio trabalho. É importante a população saber o que a gestão municipal realiza quanto ao acolhimento social e encaminhamento ao mercado de trabalho desse público”, destacou o diretor-presidente da Funsat (Fundação Social do Trabalho), Luciano Martins.

Campanha

Durante as abordagens de conscientização, as equipes irão comunicar à população sobre o SEAS (Serviço Especializado em Abordagem Social), divulgando os telefones de contato das equipes que atuam no serviço 24 horas, percorrendo pontos estratégicos de Campo Grande, principalmente a região central, para identificar indivíduos ou famílias, assim como crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil, exploração sexual ou fazendo uso de drogas, que utilizam os espaços públicos como moradia.

A SAS orienta a população, ao encontrar uma pessoa em situação de rua, entrar em contato pelos telefones do SEAS que funcionam 24 horas (67) 98404-7529 ou 98471-8149.

As pessoas que aceitam o acolhimento são levadas ao Centro POP (Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua), onde passam por uma triagem e são encaminhadas para uma das quatro unidades de acolhimento da Capital.

Jornal Midiamax