Cotidiano

Prefeitura faz mudanças no Hospital da Vida para instalação dos novos leitos de UTI Covid-19 em Dourados

Nesta primeira etapa, está sendo feita a adaptação dos quartos e da rede elétrica para receber os equipamentos

Marcos Morandi Publicado em 16/04/2021, às 06h08

Espaço físico é adaptado para receber novos leitos
Espaço físico é adaptado para receber novos leitos - Leandro Silva

Para instalar os 10 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital da Vida, anunciados no último final de semana pelo prefeito Alan Guedes (PP), em parceria com a Ses (Secretaria Estadual de Saúde), a Prefeitura de Dourados está adaptando o espaço físico e também a rede elétrica, uma vez que as unidades serão instaladas em antigos leitos clínicos.

O diretor-presidente da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), Jairo José de Lima, explica que, devido ao aumento no número de aparelhos, existe uma redução nos leitos disponibilizados por quarto. “Com a adequação, cada quarto que antes atendia quatro leitos de enfermaria passa a receber dois leitos de UTI. Isso porque esse leito era mais simples e com o aumento no número de aparelhos foi preciso fazer essa adequação”, esclarece.

A liberação de novos leitos ocorre conforme a disponibilidade dos quartos. Atualmente, dois estão em processo de adaptação, que representa quatro novos leitos. No entanto, os demais leitos clínicos estão ocupados e para que os pacientes sejam liberados ou transferidos está sendo pleiteada uma parceria com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), para que esses pacientes sejam assistidos pelo Governo.

“Nós conseguimos a liberação de dois quartos e estamos trabalhando para a adaptação. A expectativa é que até a próxima semana esses quatro leitos de UTI novos sejam liberados. No entanto, para expandir esse trabalho é preciso que o Governo do Estado apresente uma retaguarda para transferência dos casos clínicos, pois esses pacientes não podem ficar desassistidos”, ressalta de Lima.

Ainda está sendo montada uma área dentro do leito de UTI em que o técnico de enfermagem irá realizar o monitoramento 24 horas do paciente, além da equipe que presta suporte, como o médico intensivista, enfermeiros, outros técnicos de enfermagem e o fisioterapeuta. A Prefeitura de Dourados está em fase de contratação para atender os novos leitos, com 1 enfermeiro e 13 técnicos de enfermagem.

Com a adesão, Dourados passará a contar, a partir da próxima semana, com 49 camas de UTI ativas. Com a expansão, o Hospital da Vida terá 14 leitos de UTI exclusivos Covid-19 (vai chegar a 20) e ainda existem outros 20 no Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados); 10 no Hospital Evangélico; e 5 no Hospital Santa Rita.

Atualmente a ala Covid do Hospital da Vida está com 100% dos leitos ocupados. Para manter o paciente intubado é utilizado de forma contínua, analgésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares. Segundo a Sems (Secretaria Municipal de Saúde), a Funsaud possui quantidade suficiente para atender a demanda existente até o repasse de novos insumos, que é realizado pelo Governo do Estado.

Jornal Midiamax