Cotidiano

Prefeitura de MS nega autoria de áudio sobre lockdown e confirma toque de recolher

Prefeitura de Três Lagoas afirma que gravação que é distribuída pelo WhatsApp não fala da cidade; toque de recolher estadual será adotado.

Humberto Marques Publicado em 18/03/2021, às 18h28

Prédio da prefeitura de Três Lagoas. (Foto: Divulgação)
Prédio da prefeitura de Três Lagoas. (Foto: Divulgação) - Prédio da prefeitura de Três Lagoas. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Três Lagoas –a 338 km de Campo Grande– emitiu nota nesta quinta-feira (18) para negar a autoria de um áudio, que vem sendo distribuído em grupos de WhatsApp, sobre o funcionamento de mercados, postos de gasolina e lockdown. O município seguirá, até o momento, o toque de recolher estadual.

Conforme explicado pelo município, a gravação não se refere a Três Lagoas e está fora de contexto. A Prefeitura de Três Lagoas pede que a população busque informações relacionadas ao coronavírus no município pelo site http://www.treslagoas.ms.gov.br e nas redes sociais oficiais do município.

A administração de Três Lagoas confirmou a adoção do toque de recolher estadual, das 20h às 5h, horário no qual estará proibida a circulação de pessoas e veículos –exceto em razão de trabalho, emergência médica ou urgência inadiável.

Pelo documento, no período poderão funcionar serviços de Saúde, Transporte, Alimentação (por meio de delivery), farmácias e drogarias, funerárias, postos de gasolina, indústrias e supermercados e congêneres.

Aos sábados e domingos, estará em vigor o regime especial de funcionamento das atividades e serviços que não sejam classificados como de natureza essencial, que poderão abrir as portas apenas das 5h às 16h.

Jornal Midiamax