Cotidiano

Prefeitura de Coxim declara luto de três dias após morte do poeta Geraldo Mochi

Mochi nasceu em São Paulo, mas se mudou para Coxim em 1980. O poeta era tio do ex-presidente da Assembleia, Junior Mochi.

Gabriel Neves Publicado em 14/11/2021, às 14h16

O luto foi declarado neste sábado e vale até a segunda-feira
O luto foi declarado neste sábado e vale até a segunda-feira - (Foto: Reprodução/Rádio Vale FM)

A Prefeitura de Coxim declarou luto oficial de três dias após a morte do poeta coxinense Geraldo Mochi. Nascido em São Paulo, Mochi se mudou para Coxim em 1980.

“Nesse momento de dor, a administração municipal se solidariza com seus familiares e expressa as mais sinceras condolências pela perda de quem tanto contribuiu com a história e a cultura do nosso município” publicou a prefeitura em nota oficial.

O luto foi declarado neste sábado (13) e vale até a segunda-feira (14).

Geraldo Mochi nasceu em Itápolis/SP em 05 de abril de 1938, foi alfabetizado na escola “Grupão do Jatobazeiro” de Itápolis. Em Itápolis-SP no ano de 1956/57, começou a declamar poesias em programas de rádio. Ele mudou-se para Coxim no dia 06 de março de 1980 e foi eleito o 1º presidente e fundador da Associação Comercial. Exerceu atividades comerciais, empresariais e agrícolas.

O poeta era tio do ex-prefeito de Coxim e ex-deputado esdadual, que também presidiu a Assembleia, Junior Mochi (MDB). "Um homem íntegro, por quem sempre tive imensa admiração. Um poeta, entusiasta e preocupado com o meio ambiente, que deixou um imenso legado para a cultura coxinense e que foi muito marcante e querido por todos os lugares que passou. Descansa em paz meu tio e tenha a certeza que tudo o que o senhor nos ensinou será eternizado. Te amamos muito", lamentou o ex-parlamentar em suas redes sociais.

Jornal Midiamax