Cotidiano

Três Lagoas alerta para aumento de restrições se Covid avançar

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Três Lagoas (a 338 km de Campo Grande) realizou nova reunião na segunda-feira (1º) para analisar a possibilidade de alterar as medidas restritivas adotadas no município para tentar conter o avanço do coronavírus. Ficou decidido que, caso a taxa de ocupação hospitalar na cidade e o número de […]

Danúbia Burema Publicado em 02/02/2021, às 10h04 - Atualizado às 10h13

(Divulgação)
(Divulgação) - (Divulgação)

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Três Lagoas (a 338 km de Campo Grande) realizou nova reunião na segunda-feira (1º) para analisar a possibilidade de alterar as medidas restritivas adotadas no município para tentar conter o avanço do coronavírus.

Ficou decidido que, caso a taxa de ocupação hospitalar na cidade e o número de novos casos continue a aumentar, novas medidas restritivas deverão ser adotadas.

A reunião teve como pauta o retorno de projetos sociais da Assistência Social, a fiscalização para volta às aulas e a vacinação contra a Covid-19, que acontece em todo o país com prioridade para determinados grupos (como profissionais de Saúde, indígenas, idosos e portadores de deficiência em instituições de longa permanência e, agora, a população idosa acima dos 80 anos).

O comitê deverá manter o monitoramento da taxa de ocupação hospitalar e o volume de casos, em busca de dados que indiquem flutuações. Se houver alta, serão analisadas quais medidas restritivas deverão ser adotadas.

Até 1º de fevereiro, Três Lagoas tinha 5.617 casos positivos de Covid-19 (dois a mais que no dia anterior). Há 299 casos que aguardam conclusão na cidade. No Estado, são 161.371 infectados, com 2.921 óbitos.

Jornal Midiamax