Cotidiano

Por pescar na piracema, quatro são presos e multados em R$ 4 mil pela PMA-MS

Flagrados pescando durante a piracema, quatro homens foram autuados em R$ 4 mil pela PMA-MS (Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul).

Dândara Genelhú Publicado em 07/02/2021, às 09h34

Foto: Reprodução/ PMA-MS.
Foto: Reprodução/ PMA-MS. - Foto: Reprodução/ PMA-MS.

Flagrados pescando durante a piracema, quatro homens foram autuados em R$ 4 mil pela PMA-MS (Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul). O caso aconteceu em Cassilândia, a cerca de 418 km de Campo Grande, no final da tarde deste sábado (6).

Assim, durante fiscalização fluvial no rio Aporé, a equipe de policiais flagrou quatro pescadores. Os homens foram abordados na região de deságua do córrego Gaieiro, local em que eles pescavam fazendo uso de molinetes e carretilhas com varas.

De acordo com a equipe, os pescadores aparentavam ter acabado de iniciar a pescaria ilegal, pois ainda não haviam pescado nenhum peixe. Com a abordagem, os infratores informaram que não sabiam do período de piracema, alegando que não tinham conhecimento que o ato era ilegal.

Então, eles foram presos e autuados em R$ 1 mil cada um. Além disto, nove molinetes, sete varas de pesca e diversas carretilhas foram apreendidas. Os infratores possuem idades de 22, 28, 30 e 40 anos, todos residentes do próprio município.

Por fim, eles foram levados à Delegacia Civil de Cassilândia e responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para a infração é prevista em lei de um a três anos de detenção. É importante ressaltar que o período de piracema é instituído em MS de 5 de novembro a 28 de fevereiro do ano seguinte.

Jornal Midiamax