Cotidiano

Pix facilita transações e golpes em comerciantes, alerta FCDL-MS 

Para alertar os lojistas sul-mato-grossenses sobre golpes, a FCDL-MS emitiu recomendações para utilização do Pix.

Dândara Genelhú Publicado em 02/01/2021, às 12h02

Foto: Ilustrativa.
Foto: Ilustrativa. - Foto: Ilustrativa.

Para alertar os lojistas sul-mato-grossense, a FCDL-MS (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso do Sul) emitiu recomendações para utilização do Pix. O novo sistema de transferências gratuito, semelhante ao TED e DOC, que pode ser facilmente utilizado em golpes.

Assim, a presidente da FCDL-MS, Inês Conceição Santiago, afirmou que a novidade pode gerar confusão durante a utilização nos comércios. Com isso, a presidente ressalta que a situação pode facilitar a aplicação de golpes.

“Como as transações também podem ocorrer entre empresas, estamos alertando os lojistas para que fiquem atentos e não caiam nos golpes”, explicou. Além disto, ela destacou que o comerciante deve entender o básico da nova forma de transação.

Então, recomendou que “quando receberem qualquer tipo de contato, antes de mais nada, verifiquem junto ao seu banco se procede o que estão lhe dizendo”. Para ela, os comerciantes devem se preocupar menos com o tempo e mais com a segurança do pagamento. “Vale gastar um pouco do tempo para evitar que sejam enrolados e acabem perdendo dinheiro”.

Apesar de considerar o Pix uma forma segura para transações, Inês afirma que é preciso se atentar para possíveis golpistas, que podem estar até mesmo como funcionários na empresa. “Tal situação pode acontecer com qualquer pessoa, por isso o nosso alerta”, finalizou.

Jornal Midiamax