Cotidiano

Paciente de 35 anos com covid chegou a hospital com traqueia perfurada, diz Santa Casa

Mulher estava internada em Jardim, mas estado de saúde se agravou e foi transferida para Campo Grande

Gabriel Maymone Publicado em 19/04/2021, às 13h15

Mulher morreu após ter traqueia perfurada por intubação
Mulher morreu após ter traqueia perfurada por intubação - Divulgação

A Santa Casa de Campo Grande informou que a paciente com covid de 35 anos que morreu na manhã de sábado (16) já deu entrada no hospital com a traqueia perfurada. 

Conforme boletim de ocorrência, a mulher foi transferida de Jardim a Campo Grande, quando deu entrada na Santa Casa às 9h56 e veio a óbito às 10h06, 10 minutos depois.

Ainda conforme nota, o hospital da Capital informou que agiu conforme protocolo para esse tipo de situação."As autoridades competentes da cidade de origem e da Capital foram notificadas".

A secretaria municipal de saúde de Jardim informou ao Jornal Midiamax que irá enviar nota de esclarecimento em até 48h, mas até a publicação desta reportagem, ainda não havia se posicionado sobre o caso.

A prefeitura de Bonito emitiu nota lamentando a morte da moradora.

Polícia investiga

A Polícia Civil investiga a morte de uma mulher de 35 anos que estava intubada com covid na Santa Casa de Campo Grande. Laudo do IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) aponta que a paciente estava com perfuração na traqueia devido à intubação.

Conforme o boletim de ocorrência, a paciente estava contaminada com covid desde quarta-feira (14), sendo que na quinta-feira recebeu o primeiro atendimento médico em Bonito. No mesmo dia, foi transferida para Jardim, a 68 km.

Entretanto, o estado de saúde da mulher piorou e ela precisou ser transferida para a Santa Casa de Campo Grande, dando entrada na manhã deste sábado (17).

As informações constantes no registro policial são de que ela chegou a ser atendida, mas morreu minutos depois de dar entrada no hospital. Então, o corpo foi encaminhado ao IMOL, que constatou perfuração na traqueia, que causou enfisema subcutânea - que é o acúmulo de ar nos tecidos abaixo da pele na região torácica, além de lesões no tórax, pescoço e face da vítima.

Dessa forma, o caso foi encaminhado para a delegacia de polícia civil, que registrou a ocorrência como morte a esclarecer.

Jornal Midiamax