Cotidiano

Ordens de serviço autorizam início de obras em três campi do IFMS

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) assinou, nesta semana, contratos e ordens de serviço com as empresas vencedoras de licitações para a execução de obras de infraestrutura nos campi Aquidauana, Ponta Porã e Três Lagoas. “Essas obras são o resultado da economia gerada a partir da redução de custos com a suspensão […]

Diego Alves Publicado em 08/02/2021, às 21h50

Reprodução
Reprodução - Reprodução

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) assinou, nesta semana, contratos e ordens de serviço com as empresas vencedoras de licitações para a execução de obras de infraestrutura nos campi Aquidauana, Ponta Porã e Três Lagoas.

“Essas obras são o resultado da economia gerada a partir da redução de custos com a suspensão das atividades presenciais. Desta forma, garantimos que, no retorno, os estudantes sejam recebidos com mais estrutura”, ressalta a reitora do IFMS, Elaine Cassiano.

O montante inicial a ser investido é de R$ 3.310.001,24. Os recursos – cuja parte é proveniente da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020 e outra de Termos de Execução Orçamentária (TED) – serão utilizados na construção de quadras poliesportivas cobertas e de áreas de convivência.

Os contratos, todos com vigência de 12 meses, e suas respectivas ordens de serviço foram assinados no gabinete da reitoria, em Campo Grande.

A reitora, Elaine Cassiano, explica que a contratação dessas obras só foi possível graças à reorganização e ao redirecionamento de recursos.

“Trata-se do resultado de um esforço coletivo da reitoria em parceria com os campi, aproveitando a economia gerada a partir da redução de custos com a suspensão das atividades presenciais. Desta forma, garantimos que, no retorno, os estudantes sejam recebidos com mais estrutura”, ressalta.

A reitora cobrou das empreiteiras contratadas celeridade nas obras e o compromisso de entrega. “Temos os recursos garantidos já. É preciso que as empresas se esforcem para cumprir os prazos, pela comunidade.”

Obras – Nessa quinta-feira, 4, foram assinados os contratos e as ordens de serviço para o início da construção de uma quadra poliesportiva coberta e da área de convivência do Campus Ponta Porã.

“Nossas aulas de educação física ficavam muito comprometidas por não termos uma quadra coberta. A área de convivência será outro ganho porque, quando chovia, estudantes e servidores não conseguiam transitar entre os blocos”, comemora o diretor-geral de Ponta Porã, Izidro de Lima Jr.

Com o custo inicial de R$ 1.003.166,57, sendo o recurso proveniente do orçamento do IFMS, a quadra poliesportiva coberta terá 785 m² de área construída. Além do espaço para práticas desportivas, o projeto inclui banheiros e vestiários. O prazo para a conclusão da obra é de seis meses.

A área de convivência, que ligará os blocos administrativo, da biblioteca e de ensino, terá 480 m². A obra foi orçada em R$ 493.646,02, com recursos oriundos de TED. O prazo de execução da construção é de três meses.

Para o diretor-geral do Campus Ponta Porã, Izidro dos Santos de Lima Junior, a conclusão das obras promoverá o bem-estar da comunidade.

“Nossas aulas de educação física ficavam muito comprometidas por não termos ainda uma quadra coberta, então será um avanço muito grande para o campus. A área de convivência será outro ganho porque, em dias de chuva, por exemplo, nossos estudantes e servidores não conseguiam transitar entre os blocos”, comemora o diretor.

Também nessa quinta-feira, 4, foram assinados o contrato e a ordem de serviço para a construção da área de convivência do Campus Aquidauana.

“Além de garantir a circulação em uma área coberta e com conforto térmico, o espaço poderá ser utilizado para a realização de diversas atividades. É mais uma conquista para a comunidade escolar do nosso IFMS”, destaca a diretora-geral do Campus Aquidauana, Hilda Romero.

A estrutura de 480 m² também irá interligar os blocos de ensino, onde estão localizadas salas de aula e laboratórios, com os blocos da biblioteca e o administrativo. Com o custo inicial de R$ 471.660,48, sendo o recurso proveniente de um TED, a obra deverá ser executada em três meses.

A diretora-geral do Campus Aquidauana, Hilda Ribeiro Romero, ressalta que a área de convivência sempre foi um anseio dos estudantes e servidores.

“Além de garantir a circulação em uma área coberta e com conforto térmico, o espaço poderá ser utilizado para a realização de diversas atividades. Foi um trabalho em equipe para que houvesse essa ampliação da área do campus, e mais uma conquista para a comunidade escolar do nosso IFMS”, destaca.

Assinatura do contrato de obra no Campus Três Lagoas

O contrato e a ordem de serviço da obra no Campus Três Lagoas foram assinados no dia 1º – Foto: Gabinete/Reitoria

Na segunda-feira, 1º, foram assinados o contrato e a ordem de serviço para a construção de uma quadra poliesportiva coberta no Campus Três Lagoas, também com área total de 785 m², o que inclui banheiros e vestiários.

“Com a quadra coberta viabilizaremos a prática esportiva de forma mais ativa. Além disso, poderemos utilizar o ginásio para realizar eventos e atividades, como a feira anual de ciência e tecnologia e as reuniões de pais”, ressalta o diretor-geral de Três Lagoas, Walterísio Jr.

A obra, com início previsto no dia 1º de março, deverá ser executada em 180 dias. O orçamento inicial é de R$ 1.341.528,17, com recursos provenientes do orçamento do IFMS.

O diretor-geral do Campus Três Lagoas, Walterísio Carneiro Junior, destaca que, além do asfaltamento em frente à unidade – demanda atendida pela prefeitura recentemente – a quadra coberta era outra infraestrutura urgente.

“Com a quadra coberta poderemos viabilizar a prática esportiva de forma mais ativa no campus, inclusive para os treinamentos das atléticas, associações organizadas pelos cursos superiores. Além disso, teremos a opção de utilizar o ginásio para realizar eventos e atividades, como a feira anual de ciência e tecnologia e as reuniões de pais”, ressalta.

Outro beneficio da quadra poliesportiva coberta para os campi Três Lagoas e Ponta Porã é a construção de um estacionamento específico para esse espaço com capacidade para 50 veículos. (Informações da assessoria)

Jornal Midiamax