Cotidiano

Operação piracema 2020 já arrecadou R$ 52 mil em multa e 138Kg de pescado

Nesta terça-feira (5), completam exatos dois meses da operação piracema 2020/2021 e até então, a Polícia Militar Ambiental e Mato Grosso do Sul fez um levantamento de todas as ações e apreensões realizadas até então. No total, foram autuados R$ 50 mil, 18 pescadores e 210 Kg de pescados. Em comparação a esses mesmos dois […]

Carolina Rocha Publicado em 04/01/2021, às 14h29 - Atualizado às 15h35

Foto: Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul.
Foto: Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul. - Foto: Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul.

Nesta terça-feira (5), completam exatos dois meses da operação piracema 2020/2021 e até então, a Polícia Militar Ambiental e Mato Grosso do Sul fez um levantamento de todas as ações e apreensões realizadas até então. No total, foram autuados R$ 50 mil, 18 pescadores e 210 Kg de pescados.

Em comparação a esses mesmos dois meses da operação 2019/2020, o primeiro mês foi idêntico a este ano e agora neste segundo, 2020/2021 foi muito inferior à operações passadas, mas a PMA alega que isso não indica uma algo ruim, mas sim uma operação muito mais tranquila do que em outros anos.

Neste mês com uma grande queda nas multas e apreensões, foram autuadas apenas seis pessoas, fazendo um total de 16 nesses dois meses. Em comparação com 2019, que autuou 32 pessoas no mesmo período registrado.

Em relação ao número de pescados, foram 72 Kg neste mês, enquanto no primeiro foram 138 Kg, somando um total de 2010 kg. Já em 2019, nos dois primeiros meses foram somados 369 kg, porém, na operação passada tinham sido autuadas mais pessoas no mesmo período.

Mesmo com a diminuição do número de infratores, o valor arrecadado em multas aplicadas foi maior que 2019. Nestes dois meses da operação em 2020 foram R$ 52 mil e em 2019 foram R$45 mil. Esta arrecadação maior se dever a alguns infratores levarem multas com valores altos.

Já os petrechos proibidos, foram apreendidas 52 redes em 2020, enquanto em 2019 foram 95 nesses mesmos dois meses. Estes instrumentos proibidos têm sido uma preocupação da PMA, justamente para evitar que cardumes sejam extintos.

Jornal Midiamax