Cotidiano

Número de famílias com contas em atraso em Campo Grande é o menor desde maio de 2020

Inadimplência cai, mas número de pessoas com dívidas aumentou em setembro

Gabriel Maymone Publicado em 09/10/2021, às 13h49

Inadimplência tem queda em Campo Grande
Inadimplência tem queda em Campo Grande - Marcos Ermínio / Midiamax

A volta gradual à "vida normal" fez com que as condições financeiras da população melhorassem e o número de famílias com contas em atraso é o menor desde maio de 2020 em Campo Grande, indica pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio).

Conforme o levantamento, em números absolutos, em setembro deste ano eram 102.741 famílias campo-grandenses com contas em atraso. O número não estava tão baixo desde maio de 2020, quando havia 97.076 pessoas nessas condições.

Ainda segundo a CNC, desse total, 45.442 famílias declararam que não terão condições de pagar as dívidas.

Por outro lado, o número de endividados, ou seja, pessoas com dívidas - mesmo que tenham condições de pagar - subiu. São 207.171 pessoas que possuem algum tipo de financiamento ou cartão de crédito para pagar. Houve alta em relação aos dois últimos meses, por exemplo. 

Esse indicador ultrapassou os 200 mil em abril deste ano. Em março, mês em que foram anunciados os primeiros casos de covid em MS haviam cerca de 177 mil famílias nessas condições.

Jornal Midiamax