Cotidiano

Nada de novo: ônibus lotado e risco de covid-19 em horário de pico em Campo Grande

Passageira do ônibus linha 072, T. Morenão T. Nova Bahia enviou a foto do ônibus lotado por volta das 19 horas desta segunda-feira (22) em embarcar no ponto em frente ao Shopping Campo Grande, na Avenida Afonso Pena. “Coloca todos em risco com o vírus covid que está aí” diz a auxiliar administrativa de 40 […]

Diego Alves Publicado em 22/02/2021, às 20h38 - Atualizado às 21h43

Leitor registra ônibus lotado durante a pandemia (via WhatsApp)
Leitor registra ônibus lotado durante a pandemia (via WhatsApp) - Leitor registra ônibus lotado durante a pandemia (via WhatsApp)

Passageira do ônibus linha 072, T. Morenão T. Nova Bahia enviou a foto do ônibus lotado por volta das 19 horas desta segunda-feira (22) em embarcar no ponto em frente ao Shopping Campo Grande, na Avenida Afonso Pena. “Coloca todos em risco com o vírus covid que está aí” diz a auxiliar administrativa de 40 anos que trabalha no shopping e prefere não se identificar.

“Venho aqui mostrar e pedir ajuda de vocês, pois todos os dias só está piorando os ônibus de Campo Grande. Hoje de novo esperei o ónibus da linha 072. Conforme a tabela, deveria passar as 18:30h no Shopping Campo Grande. Só que não passou de novo. Foi passar às 19hs lotado” diz ela.

Em relação ao coronavírus, Campo Grande registrou nove mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgado na noite desta segunda-feira (22).

Ao todo, ainda segundo a Sesau, são 1.429 mortes causadas pelo coronavírus na Capital desde o início da pandemia, com 73.131 casos confirmados. Destes, 821 estão em isolamento domiciliar, 237 em internação e 70.644 já se recuperaram da doença. Dos internados, 117 estão em leitos clínicos e 120 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).

Segundo boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde), divulgado na manhã desta segunda, Mato Grosso do Sul tem 429 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, com registro de 3.224 mortes e 155.010 infectados desde o início da pandemia.

Jornal Midiamax