Cotidiano

Mulher de 36 anos e sem comorbidades morre de coronavírus; óbito é o 51º de Chapadão do Sul

Luzinete Maria Vasconcelos da Silva faleceu na sexta-feira em hospital de Três Lagoas

Humberto Marques Publicado em 05/06/2021, às 16h53

Paciente buscou atendimento no Hospital de Chapadão do Sul e, de lá, foi transferida para Três Lagoas
Paciente buscou atendimento no Hospital de Chapadão do Sul e, de lá, foi transferida para Três Lagoas - Reprodução

A Prefeitura de Chapadão do Sul –a 333 km de Campo Grande– confirmou neste sábado (5) a 51ª morte causada pelo coronavírus no município. Desta vez, a vítima é uma mulher de 36 anos que não tinha comorbidades e estava internada no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, de Três Lagoas.

Luzinete Maria Vasconcelos da Silva não tinha morbidades relatadas, conforme informou a prefeitura em nota.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, a paciente começou a manifestar sintomas em 1º de maio e procurou atendimento no Hospital Municipal de Chapadão do Sul, onde passou por exame RTPCR que confirmou o diagnóstico no dia 5 daquele mês. Dois dias depois, ela foi internada.

Com a piora do quadro clínico, Luzinete precisou de intubação e foi transferida para o Nossa Senhora Auxiliadora em Três Lagoas. Familiares informaram que ela havia deixado o leito de UTI no dia 2 de junho, chegando inclusive a receber visitas. Contudo, o quadro se agravou na sexta-feira (4) e ela não resistiu.

Luzinete deixou 2 filhos, de 17 e 5 anos, além do marido. “Neste momento de dor, a administração municipal e Secretaria Municipal de Saúde se solidariza com os familiares e amigos e expressa as mais sinceras condolências”, informou a prefeitura, em nota.

Neste sábado, boletim da Secretaria de Estado de Saúde confirmou que Mato Grosso do Sul passou dos 300 mil casos de Covid-19: já são 300.243 pacientes desde o início da pandemia –com 270.354 recuperados e 7.072 óbitos, ou seja, há cerca de 23 mil casos ativos. Somente nas últimas 24 horas foram registradas 2.152 infecções e 41 mortes causadas pela doença.

Os dados de junho começam a se mostrar piores que os de maio, até aqui o mês com maior volume de casos desde o início da pandemia. No mês passado, foram 42.540 casos ao longo de 31 dias, uma média de 1.352 infectados/dia. Somente até este sábado, junho já contabiliza 9.518 novos casos de Covid-19, uma média de 1.903 ao dia. Neste ritmo, o mês fechará com mais de 57 mil novas infecções pela doença.

Jornal Midiamax