Cotidiano

Ministério da Saúde libera 1,3 mil leitos, mas nenhum para MS

Na última terça-feira (13), o Estado ainda pediu insumos e explicou o cenário crítico da doença

Dândara Genelhú Publicado em 14/04/2021, às 14h40

MS solicitou insumos para combater a pandemia.
MS solicitou insumos para combater a pandemia. - Foto: Reprodução/ Agência Brasil.

Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde deixou Mato Grosso do Sul de fora dos 1,3 mil leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) autorizados. Na última terça-feira (13), MS ainda havia pedido insumos e suporte para enfrentar a pandemia do coronavírus, que se agrava no Estado.

A autorização aconteceu para 16 estados brasileiros, com repasse mensal total de R$64,1 milhões, correspondentes a abril. De acordo com o Ministério, “a autorização de leitos de UTI covid-19 ocorre sob demanda dos estados”.

Os leitos foram autorizados para: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

Assim, o Estado também ficou de fora da distribuição de leitos de suporte ventilatório pulmonar. As instalações foram repassadas para 10 estados e o Distrito Federal. 

Assim, foram 347 leitos espalhados pelo Brasil. Receberam os suportes: “Distrito Federal e os estados da Bahia, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Piauí, Amazonas, Pará, Rio Grande do Norte e Santa Catarina”.

Jornal Midiamax