Cotidiano

Marquinhos pede ao Governo Estadual 72h para iniciar restrições da bandeira cinza

Classificação no Prosseguir altera toque de recolher e estabelece novas medidas para a Capital

Mariane Chianezi Publicado em 10/06/2021, às 16h27

Prefeito Marquinhos Trad em reunião com Geraldo Resende, secretário estadual de Saúde
Prefeito Marquinhos Trad em reunião com Geraldo Resende, secretário estadual de Saúde - Divulgação/PMCG

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) entregou na tarde desta quinta-feira (10) uma Petição do Executivo Municipal que solicita à Secretaria de Estado de Saúde um prazo mínimo de 72 horas para produção dos efeitos do decreto estadual publicadohoje, que classifica Campo Grande como bandeira cinza e, com isso, proíbe diversas atividades consideradas não essenciais a partir desta sexta-feira (11) até o dia 24 de junho.

A iniciativa do chefe do Executivo municipal atende à solicitação dos segmentos do comércio e de bares e restaurantes da Capital, que leva em conta que os setores já fizeram estoque para o Dia dos Namorados – considerada uma das três datas de maior lucratividade, e teriam um grande prejuízo caso fechassem as portas já nesta sexta-feira (11), como determina o decreto estadual.

Jornal Midiamax