Cotidiano

Mais transmissível, variante P1 do coronavírus já está em 30% dos casos de Covid de MS

No total, 14 variantes já foram encontradas em MS

Dândara Genelhú Publicado em 23/06/2021, às 13h42

Variante P1 é considerada uma das mais graves do coronavírus.
Variante P1 é considerada uma das mais graves do coronavírus. - Foto: Reprodução | Fiocruz.

Em Mato Grosso do Sul, 30% dos casos de Covid-19 são da variante P1 do coronavírus. Considerada mais transmissível e grave, ela é de linhagem brasileira e surgiu em Manaus.

No total, 64 pessoas foram identificadas com a variante em MS. O estudo foi atualizado em 22 de junho, quando uma nova linhagem do vírus foi confirmada no Estado.

O monitoramento é feito pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). As linhagens são genomas sequenciados pelo Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) de MS. O sequenciamento promove a identificação da formação molecular do coronavírus.

Assim, com análises de 213 casos, de 48 municípios, MS já registrou 14 linhagens do coronavírus desde o início da pandemia. A mais recente é a P.1.2, com um caso em Aparecida do Taboado e outro em Campo Grande. Segundo a SES, a cepa tem origem registrada em diversos países, como Brasil, Argentina, Países Baixos, EUA e Espanha.

Com 28,8% dos casos, a variante B.1.1.28 está em segundo lugar com mais infecções em MS. São 61 casos confirmados com essa linhagem, de origem brasileira também.

Outras duas linhagens que surgiram no Brasil estão entre as que mais são encontradas em MS. A B.1.1.33 já fez 40 infectados neste estudo e a P.2 são 33, que representam 15,5% dos casos estaduais analisados.

Jornal Midiamax