Cotidiano

Lotação no Terminal Bandeirantes atrasa e incomoda passageiros do transporte público

Situação fica caótica em horário de pico

Renata Barros Publicado em 15/09/2021, às 09h39

Passageiros formam longas filas para entrarem pela porta da frente do ônibus
Passageiros formam longas filas para entrarem pela porta da frente do ônibus - Foto: Reprodução

Passageiros do transporte público de Campo Grande que utilizam o Terminal Bandeirantes, na região oeste da Capital, têm enfrentado complicações, principalmente em horários de maior movimento. Segundo relatos enviados ao Jornal Midiamax, há atraso nos horários dos ônibus e superlotação.

Dentre as medidas tomadas pela Prefeitura da Capital por conta da pandemia de Covid-19, está o embarque dos passageiros pela porta dianteira do ônibus, até mesmo nos terminais, onde o embarque costumava ser pelas portas traseiras.

Com isso, formam-se filas de passageiros para o embarque e de acordo com os mesmos, alguns ônibus chegam tão cheios ao terminal, que partem sem receber novos passageiros. Dessa forma, o limite de 2h para integração, permitido aos portadores do Cartão Vale Transporte ou do Cartão Cidadão, é extrapolado, fazendo com que eles precisem pagar outra passagem. “Estou em campo grande há dois anos e nunca vi algo assim”, comenta uma usuária.

Outro passageiro cita ainda que há apenas um guichê funcionando para compra de passagens. “Quando desembarcam aqui pra comprar o vale-transporte, contam apenas com uma atendente pra fazer a recarga dos cartões. Tá um verdadeiro descaso com os passageiros que dependem do serviço”, reclama.

O Jornal Midiamax fez contato com a Prefeitura de Campo Grande e com o Consórcio Guaicurus, por meio das assessorias de imprensa, a respeito da situação no Terminal Bandeirantes, mas até o momento desta publicação não obteve retorno. O espaço segue aberto para posicionamento.

Jornal Midiamax