Cotidiano

MS autoriza municípios a vacinarem adolescentes de 12 anos com comorbidades

Grupo foi incluído nas prioridades em reunião na quinta-feira

Fábio Oruê Publicado em 18/06/2021, às 10h01

Sistema de cadastro está aberto para mais de 30 públicos distintos
Sistema de cadastro está aberto para mais de 30 públicos distintos - Foto: Divulgação

Mato Grosso do Sul autoizou prefeituras a vacinarem adolescentes de 12 anos com comorbidades com doses da vacina Pfizer, já testada nesse grupo pelo mundo. om isso, a Prefeitura de Campo Grande abriu o cadastro de identificação prévia para a vacinação contra Covid-19 em adolescentes entre 12 e 17 anos, mas o calendário para atendimento deste público será definido.

A vacinação contra a Covid-19 de adolescentes de 12 a 17 anos com o uso da vacina da Pfizer foi aprovada no dia 11 de junho pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e incluída dentre as prioridades a serem atendidas durante reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite) realizada na quinta-feira (17).

A Resolução Nº114/CIB/SES que autoriza e define o quantitativo de doses a serem destinadas a este público foi publicada na edição desta sexta-feira (18), do DOE-MS (Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul).

O uso do imunizante da farmacêutica em adolescentes entre 12 e 15 anos já é permitido nos Estados Unidos desde o dia 10 de maio, quando ocorreu a aprovação da FDA (Agência de Alimentos e Medicamentos).

Na Europa, por sua vez, a EMA (Agência Europeia de Medicamentos) liberou a aplicação da dose em maiores de 12 anos depois que a farmacêutica apresentou dados de um estudo com cerca de 2.000 adolescentes, cujo resultado demonstrou segurança e eficácia da vacina.

A vacina da Pfizer contra o coronavírus foi a primeira a receber o registro definitivo no Brasil, em fevereiro deste ano.

Como se cadastrar?

O acesso para o cadastro é feito pode ser feito clicando aqui, através de qualquer dispositivo que esteja conectado à internet. É necessário escolher o menu “primeiro acesso” e, posteriormente, selecionar o perfil “Idade entre 12 e 17 anos com comorbida” e clicar em continuar.

É necessário preencher os dados pessoais do adolescente e também do adulto responsável. Anexar a certidão de nascimento, documento pessoal com foto e o laudo médico indicando uma das comorbidades ou condições relacionadas abaixo:

– Arritmias cardíacas
– Cardiopatia hipertensiva
– Cardiopatias congênita
– Cirrose hepática
– Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar
– Deficiência Permanente – Limitações Físicas e Motora
– Deficiente Auditivo
– Deficiente Mental
– Deficiente Visual
– Deficientes acamados com lesão medular grave
– Diabetes mellitus
– Distrofia Muscular
– Doença cerebrovascular
– Doença renal crônica
– Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
– Gastrostomizado
– Hemoglobinopatias graves
– Hipertensão arterial estágio 3
– Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade
– Hipertensão Arterial Resistente (HAR)
– Imunossuprimidos
– Insuficiência cardíaca (IC)
– Miocardiopatias e Pericardiopatias
– Obesidade mórbida
– Oncológico com doença ativa em tratamento
– Paralisia Cerebral
– Pneumopatias crônicas graves
– Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados
– Renais Crônicos em diálise
– Síndrome de down
– Síndromes coronarianas
– Transplantados
– Transtorno do Espectro Autista (TEA)
– Traqueostomizado
– Valvopatias

Jornal Midiamax