Cotidiano

Internada por 15 dias, biomédica morre de coronavírus em Fátima do Sul

Na noite da última sexta-feira (1), Fátima do Sul registrou a morte de uma biomédica, causada por coronavírus.

Dândara Genelhú Publicado em 02/01/2021, às 11h29 - Atualizado em 03/01/2021, às 07h35

Foto: Reprodução/ Redes Sociais.
Foto: Reprodução/ Redes Sociais. - Foto: Reprodução/ Redes Sociais.

Na noite da última sexta-feira (1), Fátima do Sul, município a 239 km de Campo Grande, registrou mais uma morte causada por coronavírus. Desta vez, a vítima fatal foi a biomédica Rafaela Ribas.

De acordo com o Fátima News, a profissional estava internada por mais de 15 dias em Três Lagoas. Devido a complicações do coronavírus, a biomédica faleceu na noite desta sexta-feira.

Rafaela possuía um laboratório de análises clínicas na cidade. Além disto, trabalhou no Hospital Sias. Nas redes sociais, o hospital publicou nota sobre o falecimento da biomédica.

“O hospital da Sias lamenta profundamente o falecimento da Biomédica, Rafaela Ribas, que por vários anos foi prestadora de serviço neste hospital”. Assim, amigos e familiares de Rafaela prestam homenagens virtuais para a médica.

No Facebook, Renata Fabiano Borges publicou condolências à família da biomédica. “Que notícia triste .Tive o prazer de trabalhar com a Rafaela no hospital, pessoa coração enorme, admirável, vai com Deus minha amiga .Que Deus conforte toda família”.

De acordo com o boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde), publicado neste sábado (2), o município possui 21 óbitos confirmados pela doença. Por fim, foram registrados 1.021 casos de coronavírus na cidade.

Jornal Midiamax