Cotidiano

IBGE: Terminam nesta quarta (29) as inscrições dos processos seletivos do Censo 2022

Remunerações variam de R$ 2.100,00 a R$ 1.700

Lucas Mamédio Publicado em 28/12/2021, às 14h59

None
(Foto: Divulgação)
Em Mato Grosso do Sul são 2.894 oportunidades para trabalhar no Censo 2022. Há vagas para todos os municípios de MS. Remunerações para ACM e ACS variam de R$ 2.100,00 a R$ 1.700
Para recenseador, são 2.524 vagas espalhadas por todos os municípios do estado, e que exigem apenas nível fundamental completo.
Como o recenseador recebe por produção, o IBGE disponibilizou um simulador que calcula a remuneração, de acordo com a localidade e as horas trabalhadas
Pessoas inscritas no CadÚnico podem solicitar isenção do pagamento da taxa.

Salários
Os recenseadores, que são os responsáveis pela aplicação do questionário do Censo nos domicílios, terão salário variável de acordo com a produção. A carga horária semanal recomendável é de 25 horas. A taxa de inscrição custa R$ 57,50.

Os agentes censitários supervisores supervisionam o trabalho dos recenseadores. Eles têm a carga horária semanal de 40 horas e salário de R$ 1.700.

Já os agentes censitários municipais têm, entre suas atribuições, garantir a cobertura de sua área territorial, o cumprimento dos prazos e a qualidade das informações coletadas. A carga horária é de 40 horas e o salário, de R$ 2.100. O valor da taxa de inscrição para ambos os cargos é de R$ 60,50.

Jornal Midiamax