Cotidiano

Governo de MS afirma que já distribuiu 2,5 milhões de seringas e agulhas para vacinação contra coronavírus

Na expectativa da chegada da vacina de imunização contra o coronavírus, o Governo de Mato Grosso do Sul informou, na tarde desta quinta-feira (14), que já distribuiu aos 79 municípios cerca de 2,5 milhões de seringas e agulhas para começar a campanha de vacinação. Em nota, o Estado disse que os insumos foram entregues para […]

Karina Campos Publicado em 14/01/2021, às 14h18

(Foto: Ilustrativa/Reuters)
(Foto: Ilustrativa/Reuters) - (Foto: Ilustrativa/Reuters)

Na expectativa da chegada da vacina de imunização contra o coronavírus, o Governo de Mato Grosso do Sul informou, na tarde desta quinta-feira (14), que já distribuiu aos 79 municípios cerca de 2,5 milhões de seringas e agulhas para começar a campanha de vacinação.

Em nota, o Estado disse que os insumos foram entregues para a rede municipal de Saúde de cada cidade, sendo divididas conforme a demanda de casa região populacional. Existe ainda dois processos em andamento para compra de mais materiais, um de 740.689 seringas e agulhas e o segundo de 7 milhões.

Ainda conforme o comunicado, os insumos forma distribuídos previamente pelo Governo Federal, porém, a nova remessa teria sido adquirida por recursos próprios de Mato Grosso do Sul, mesmo sem definição do plano de vacinação do grupo prioritário, do Ministério da Saúde.

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) e Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), participaram da elaboração do plano estadual de imunização que pretende distribuir as doses em até 48 horas para os municípios após a chegada, assim, começando uma campanha de vacinação simultânea no MS.

Em Campo Grande, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) tem um plano próprio de distribuição. “Será necessário trabalhar com algumas variantes dependendo da quantidade de doses a serem disponibilizadas pelo Instituto Butantan”, informou a pasta na semana passada.

Mais de 20 viaturas da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul), PCMS (Polícia Civil de Mato Grosso do Sul) e do CBMMS (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul) darão apoio à equipe de transporte da Ceve (Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica). A SES recomendou que nenhum dos quatro órgãos use veículos com capota solar para evitar a perda do imunizante.

A previsão é que Mato Grosso do Sul receba 1,7 milhão de doses para aplicar as duas doses em 890,6 mil pessoas do grupo de risco. A SES já havia adiantado que a vacinação vai começar 48 horas após receber o imunizante.

Jornal Midiamax