Cotidiano

Fiscalização encerra festa clandestina com 150 pessoas e leva 4 para delegacia em MS

Nenhum dos participantes usava máscara ou respeitava o distanciamento social

Gabriel Maymone Publicado em 29/05/2021, às 10h54

Cerca de 150 pessoas foram dispersadas pela fiscalização
Cerca de 150 pessoas foram dispersadas pela fiscalização - Divulgação/Coordenadoria de Posturas

Grupo de Fiscalização formado  pela Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros encerrou, na noite de sexta-feira (28), festa clandestina com 150 pessoas, no Bairro Industrial, em Corumbá, a 440 km de Campo Grande.

Conforme o Diário Corumbaense, nenhum dos convidados respeitavam as regras de biossegurança contra a covid como o uso de máscara e distanciamento social. Quatro pessoas foram levadas para a delegacia de Polícia Civil, onde foi registrado boletim de infração de medida sanitária. O Município também abriu procedimento administrativo com prazo de cinco dias para defesa. Após isso, poderá ser aplicada multa que pode chegar a R$ 30 mil. 

"Aumentamos as equipes e estamos trabalhando de forma ininterrupta para coibir as festas clandestinas. Ressaltamos que o toque de recolher tem como premissa evitar concentração de pessoas no período noturno em Corumbá, com a finalidade de diminuir a contaminação de covid-19 e ainda evitar casos que necessitem de atendimento hospitalar como acidentes de trânsito, violências diversas, coma alcoólico e outras situações que tendem a ser mais comum no período noturno", disse o coordenador do GFI, Luciano Souza ao Diário Corumbaense.

A cidade está na bandeira vermelha do programa Prosseguir, com alto grau de contaminação. O toque de recolher inicia às 21h e vai até 05h da manhã seguinte.

Jornal Midiamax