Cotidiano

Fechados há mais de um ano, museus seguem sem previsão de abertura em Campo Grande

Alguns dos museus estão somente agendando visitas para o público

Fábio Oruê Publicado em 17/10/2021, às 12h51

Marco está fechado desde março de 2020
Marco está fechado desde março de 2020 - Foto: Divulgação/ FCMS

Fechados há mais de um ano por conta da pandemia do coronavírus, os museus de Campo Grande seguem sem data definida para reabertura ao público. Mesmo com avanço da vacinação e a retomada de alguns locais, os responsáveis por esses espaços culturais ainda avaliam a reabertura. 

O único espaço que está aberto e recebendo público é o Museu José Antônio Pereira, administrado pela Sectur (Secretaria Municipal Cultura e Turismo). Segundo a secretaria, o local ficou fechado somente durante os 15 dias que a prefeitura da Capital antecipou os feriados.

O espaço segue funcionando normalmente com os agendamentos de visita presenciais. O museu, criado em homenagem ao fundador de Campo Grande, fica na Avenida Guaicurus, no Jardim Monte Alegre.

Museu José Antônio Pereira (Foto: Divulgação/ Sectur)
Museu José Antônio Pereira (Foto: Divulgação/ Sectur)

Outro que segue com visitas agendadas é o Museu das Culturas Dom Bosco, que está fechado desde março de 2020. Porém, com a flexibilização, o local está agendando visitas presenciais de grupos interessados.

De acordo com a assessoria de comunicação, quem passa pelo Drive-thru da vacinação no polo UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) pode fazer o agendamento para visitar gratuitamente, de forma virtual ou presencial, o museu que fica dentro do Parque das Nações Indígenas.

Já os espaços administrados pela FCMS (Fundação da Cultura de Mato Grosso do Sul) seguem fechados sem data para reabertura. O Marco (Museu de Arte Contemporânea de MS), que também está localizado no Parque das Nações, não recebe visitas desde março de 2020. Segundo a fundação, está sendo realizada a avaliação para breve reabertura das atividades ao público.

O MIS (Museu da Imagem e Som), que fica na FCMS, deve reabrir junto com o prédio da fundação, em data ainda não decidida. No local, a Biblioteca Pública Isaias Paim começou a atender mediante agendamento para evitar aglomerações no mês passado.

Jornal Midiamax