Cotidiano

Estacionamento irregular compromete entrega de oxigênio para hospital de MS

Prefeitura de Três Lagoas alerta para infração e pede consciência a motoristas

Humberto Marques Publicado em 22/06/2021, às 18h05

Estacionamento na Rua Paranaíba compromete entrega de oxigênio ao Hospital Auxiliadora
Estacionamento na Rua Paranaíba compromete entrega de oxigênio ao Hospital Auxiliadora - PMTL/Divulgação

A Diretoria de Trânsito da Seintra (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito) da Prefeitura de Três Lagoas –a 338 km de Campo Grande– fez um apelo a motoristas para que deixem de estacionar em locais proibidos no entorno do Hospital Auxiliadora.

Vaga na Rua Paranaíba é o único ponto para abastecimento de oxigênio hospitalar e, constantemente, vem ocorrido “transtorno ocasionado pela irresponsabilidade de motoristas que estacionam em locais proibidos”. Neste caso, porém, a infração coloca em risco a Saúde dos três-lagoenses, informou a prefeitura, via assessoria.

O fornecimento de oxigênio ocorre a qualquer hora do dia ou da noite devido a pandemia de coronavírus, que causou ocupação máxima da UTI SUS no hospital.

Apesar da sinalização vertical e horizontal alertando sobre a proibição de estacionamento no local, motoristas têm deixado os veículos no local. Para solucionar o impasse, a Diretoria de Trânsito utiliza o cadastro dos veículos do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) e vem tentando contatar o proprietário, o que nem sempre é possível.

Como resultado, o caminhão fica impossibilitado de fazer a manobra de engate e entrega do oxigênio. Estacionar em local proibido é infração grave, com multa de R$ 195,23 e remoção do veículo.

Edgard Wegner, autoridade de Trânsito de Três Lagoas, alertou que “a multa é o menor dos problemas, pois enfrentamos a possibilidade de faltar oxigênio para diversas pessoas que estão sendo atendidas pelo hospital. Tudo por causa da falta conscientização de alguns condutores”.

Denúncias de infrações e irregularidades no trânsito de Três Lagoas podem ser feitas pelo telefone (67) 3929-9959, de segunda à sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h até às 17h.

Jornal Midiamax