Cotidiano

Em MS, 26% dos indígenas já receberam a 1ª dose da vacina contra a Covid-19

Até a última terça-feira (26), 26% dos indígenas que vivem em aldeias de MS haviam recebido a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

Dândara Genelhú Publicado em 27/01/2021, às 16h27

Foto: Ricardo Minella/ SES.
Foto: Ricardo Minella/ SES. - Foto: Ricardo Minella/ SES.

Até a última terça-feira (26), 26% dos indígenas que vivem em aldeias de Mato Grosso do Sul haviam recebido a primeira dose da vacina contra o coronavírus. No Estado, 48.500 pessoas deste grupo de risco devem receber a imunização na primeira fase da vacinação.

De acordo com o Governo do Estado, a previsão é de que 100% desta população seja vacinada em até 30 dias. Assim, a efetividade da campanha deve ser garantida por meio da parceria entre o Dsei (Distrito Sanitário Especial Indígena) e a gestão estadual.

Os dados foram apresentados na última terça-feira (26), na sede do Dsei. Participaram da reunião o coordenador do órgão, coronel Joe Saccenti Júnior, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende e a secretária estadual adjunta, Cristhinne Maymone. Além deles, as secretárias municipais de Saúde dos municípios de Brasilândia, Douradina e Aquidauana integraram o encontro.

A reunião foi solicitada por Resende, para discutir dinâmicas para a campanha de vacinação. Segundo o secretário, algumas gestões municipais afirmaram ter dificuldades na distribuição e armazenamento dos imunizantes.

Durante o encontro, foram apresentadas as normativas da ADPF 709 (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental), emitido pelo STF (Supremo Tribunal Federal), para a campanha de vacinação na população indígena. Assim, a parceria foi fechada após ligação para o secretário da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), Robson Santos Silva. “100% desse público-alvo deverá estar imunizado em 30 dias, o que demonstra que não há atrasos, conforme era preocupação antes desse encontro”, reforçou o secretário de Saúde.

Jornal Midiamax