Cotidiano

Apesar de durar pouco, chuva gerou 12 atendimentos de quedas de árvore em Campo Grande

Não foram registrados chamados de acidentes por causa da chuva durante o dia

Danielle Errobidarte Publicado em 09/10/2021, às 16h55

None
(Foto: Leitor Midiamax)

Ao todo 12 campo-grandenses acionaram o Corpo de Bombeiros, por meio do telefone 193, para registrarem ocorrências de queda ou risco eminente de queda de árvores e galhos neste sábado (9). Cinco delas foram constatadas em via pública, e algumas chegaram a obstruir totalmente a passagem de pedestres e veículos.

As duas principais foram um ipê que atingiu a fiação elétrica na Rua Asa Branca, no Bairro Enseada, e uma árvore de grande porte que culimou em um quarteirão inteiro da Vila Sobrinho sem energia elétrica.

Segundo a assessoria de comunicação do órgão, não foram registradas ocorrências de acidentes devido à chuva.

Quarteirão sem energia

Moradores do quarteirão que compreende as ruas Araguaiana, Tietê, Barão de Ladário e Avenida Aeroclube, na Vila Sobrinho, ficaram sem energia na tarde de hoje.

A aposentada Alair Hardmann, de 70 anos, relatou ao Jornal Midiamax que ouviu um estrondo, por volta das 14h, e achou que tratava-se de um transformador. "Dei graças a Deus que aconteceu no feriado, porque os alunos da academia na esquina estacionam embaixo da árvore por causa da sombra", afirma.

A casa é de propriedade da família da idosa há decadas, e foram eles quem plantaram a árvore ali. Ela afirmou que os moradores já haviam solicitado o corte para a Prefeitura Municipal, há cerca de um ano. As raízes ficaram expostas e, segundo la, "a árvore estava apodrecento por dentro", o que justificaria ter quebrado na raíz.

A calçada de Alair também é usada como garagem por familiares que costumam visitá-la aos finais de semana. Por sorte, não havia veículos no local hoje. "Se tivesse caído para trás, tinha atingido o muro", alegou a aposentada.

Jornal Midiamax