Cotidiano

Covid-19: Defensoria de MS pede à SES inclusão de gestantes no grupo prioritário de vacinação

Órgão solicitou ainda reforço no atendimento em saúde da mulher

Adriel Mattos Publicado em 16/04/2021, às 16h16

None
Foto: Divulgação/DPGE

A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul solicitou à SES (Secretaria de Estado de Saúde) a inclusão das gestantes no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. Segundo o Comitê de Prevenção à Mortalidade Materna, Infantil e Fetal do órgão, 14 grávidas morreram em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus.

O titular da SES, Geraldo Resende, declarou que vai formalizar o pedido ao Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde). Além disso, o Nudem (Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher) pediu ainda reforço no atendimento em saúde da mulher.

A Defensoria reforçou a importância da manutenção dos serviços de saúde sexuais e reprodutivos, com destaque para o DIU (dispositivo intrauterino) de cobre no pós-parto e pós-aborto, para o combate à mortalidade, e o incentivo ao pré-natal.

O secretário reconheceu a necessidade de campanhas sobre o tema e pontuou a realização de um levantamento nos municípios sobre “o que falta para um pré-natal eficiente”.

“Vou fazer um levantamento do quantitativo de grávidas no Estado e, inclusive, estou comprando 70 aparelhos de ultrassom para cidades que não têm e aparelhos móveis para chegar a aldeias e áreas rurais de difícil acesso”, disse Resende.

A prefeitura de Campo Grande já está se preparando para imunizar esse público. O cadastro prévio já foi lançado, mas não há prazo para o início da vacinação.

Jornal Midiamax