Cotidiano

Covid-19: Amambai limita celebrações religiosas a uma vez por semana

Prefeitura determinou que supermercados e academias atendam com capacidade reduzida

Adriel Mattos Publicado em 01/06/2021, às 14h54

None
Foto: Divulgação

A prefeitura de Amambai, cidade no sul do Estado, limitou a uma vez por semana a realização de celebrações religiosas. O decreto foi publicado na edição desta terça-feira (1º) do Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

Para determinar essa medida, o prefeito Edinaldo Bandeira (MDB) considerou a situação crítica da pandemia de Covid-19, a superlotação do Hospital Regional da cidade e a falta de leitos em todo o Estado e o aumento de mortes pela doença.

Cultos, missas e qualquer outro tipo de celebração só podem ser realizados aos domingos, entre 17h e 18h. O público deve ser limitado a uma pessoa a cada 10 metros quadrados, sendo que a distância entre uma e outra deve ser de 1 metro. Além disso, é obrigatório o uso de máscara e a higienização das mãos com álcool 70%.

Academias e estabelecimentos similares, bem como supermercados, atacadistas, mercearias e outros também devem limitar o público nestas mesmas condições. Para isso, deve-se adotar um sistema de senhas. Ao atingir o limite máximo, nenhum cliente poderá entrar, devendo sair alguém para liberar outro.

Quem for flagrado descumprindo o decreto terá o estabelecimento fechado por 15 dias, e em caso de reincidência, o alvará será cassado.

Jornal Midiamax