Cotidiano

Corumbaense é piloto de avião que caiu no mar entre SP e RJ; 3 pessoas estão desaparecidas

Família de Gustavo soube do acidente na noite de quarta-feira

Fábio Oruê Publicado em 25/11/2021, às 14h30

Piloto ainda está desaparecido
Piloto ainda está desaparecido - Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Piloto do avião bimotor que caiu em alto mar na região de Paraty, no Rio de Janeiro e Ubatuba, litoral de São Paulo, foi identificado como sendo o corumbaense Gustavo Calçado Carneiro, de 27 anos. Além dele, outras duas pessoas que estavam na aeronave continuam desaparecidas. 

O voo partiu de Campinas (SP) e pousaria no Aeroporto de Jacarepaguá (RJ). Na manhã de quarta-feira (24), por volta de 11h, Gustavo chegou a fazer 'check-in' no Facebook informando que estava no Aeroporto Campo dos Amarais, em Campinas. 

Foto: Reprodução

Ao site Diário Corumbaense, a mãe do piloto, Leila Reis Calçado, contou que recebeu a notícia do acidente ontem à noite quando voltava de um culto em Ladário. A última notícia sobre as buscas Leila teve pela manhã desta quinta-feira (25). "Eu não quero ver TV, não quero ver nada no jornal. Estou rezando porque tenho esperança que vão encontrar meu filho com vida", disse ela emocionada à imprensa local.

A família chegou a Corumbá quando Gustavo tinha cinco meses. Ele ficou lá até o Ensino Médio, quando se mudou para cursar Ciências da Aeronáutica e fez cursos para se tornar piloto. De acordo com Leila, Gustavo teria planos de montar uma companhia aérea em Corumbá.

Vítimas

Também estavam na aeronave, o copiloto José Porfirio de Brito Júnior e um tripulante identificado como Sérgio. Segundo informações divulgadas preliminarmente, todos seriam amigos e o avião pertencia à família de José Porfirio.

A notificação sobre o desaparecimento da aeronave de prefixo PP-WRS foi às 4h15 desta quinta. Até o momento foram encontrados destroços da aeronave no mar e a localização foi repassada aos órgãos da marinha, que continuam se mobilizando para encontrar vítimas.

Jornal Midiamax