Cotidiano

Condenada em ação trabalhista, loja tem R$ 21 mil em jeans bloqueados e roupas vão a leilão em MS

Valor será usado para pagar indenizações e custas processuais

Renan Nucci Publicado em 09/04/2021, às 14h55

Peças vão a leilão
Peças vão a leilão - Foto Ilustrativa

Condenada em ação trabalhista, uma loja de roupas de Campo Grande teve 263 peças de jeans, avaliadas em R$ 21.013,70, executadas pela Justiça, para pagamento de indenizações e demais custas processuais. Ao todo, são saias, shorts, bermudas e blusas para adultos, em diversas cores e tamanhos, que serão encaminhados para leilão conforme decisão do juiz Júlio César Berbber, da 2ª Vara do Trabalho.

Consta nos autos do processo que uma ex-funcionária recorreu, alegando que trabalhou no local por aproximadamente um ano como vendedora, sem registro em carteira. Além disso, desempenhava outras atividades, como limpeza da loja e organização de estoque, o que configurava acúmulo de função. Informou ainda que não tinha discriminado os horários de intervalo e reclamou de outras irregularidades no âmbito trabalhista.

A loja era administrada por duas empresas. Neste sentido, a Justiça reconheceu o vínculo trabalhista e as condenou ao pagamento dos equivalentes aos salários, incluindo acúmulo de função, rescisão indireta, aviso prévio, proporcionais de férias, 13° e FGTS, bem como intervalo intrajornada, horas extras, indenização por danos morais e custas processuais, totalizando R$ 15 mil, além de honorários de contador e contribuição fiscal.

Foi determinada a alienação das roupas como garantia do pagamento das custas. As peças irão a leilão por intermédio da leiloeira oficial Maria Fixer. Informações sobre o certame estão disponíveis aqui.

Jornal Midiamax