Cotidiano

Como funcionam as plataformas de investimento online?

Produção Publicado em 17/09/2021, às 14h21

None
Imagem de Photo Mix por Pixabay

Assim como é possível pedir comida em um aplicativo, comprar passagens aéreas para sua própria viagem e conversar com pessoas do mundo inteiro com excelente qualidade e em tempo real, também é possível fazer todos seus investimentos online.

O avanço das plataformas de investimento trouxe comodidade, acesso a parcelas da população que antes tinham receio de investir em produtos diferentes da tradicional poupança e também foi impulsionada por influenciadores de economia, que trouxeram uma linguagem mais simples.

De repente surgiram centenas de vozes que simplificaram os jargões e também apareceram muitos sites e uma comunidade para discutir investimentos, produtos e quais as melhores plataformas.

Para quem não conhece muito bem a operação dessas plataformas de investimento é normal ficar com um pé atrás. O site Criptoeconomia é um exemplo interessante para fazer consultas e ler tutoriais. Nele é possível conferir conteúdo de boa qualidade que avalia se o crypto bank é confiável, se a plataforma é segura e como fazer um depósito e os saques. É importante entender que a Crypto Bank não é regulamentada por uma autoridade brasileira, já que é uma plataforma que negocia criptomoedas.  Isso não quer dizer que é ilegal e ter uma análise completa de suas operações é muito bom para os interessados nas moedas virtuais.

No site Criptoeconomia também é possível saber sobre as cotações das principais criptomoedas no mundo e quais iniciativas por aí que não passam de esquemas de pirâmide.

Para ter certeza e tranquilidade para fazer seu dinheiro render, separamos estes passos extras para começar essa etapa de sua vida financeira com as melhores informações e mentalidade.

A credibilidade é o ponto principal

Assim como qualquer empresa busca credibilidade, os empreendimentos online também o fazem, mas precisam ser ainda mais preocupados com isso porque não há uma loja física, na maioria dos casos, ou uma agência de banco para mostrar sua seriedade.

Não faltam plataformas de investimento no mercado, com grandes nomes como Órama, Vitreo, XP Investimentos, Rico e a lista continua. Elas investem pesado em publicidade para fortalecer a marca e conseguir chegar a grandes públicos, mas o que mais importa é a quantidade de produtos oferecidos e a permissão para operar.

Note na plataforma que você está mais interessado as informações no rodapé. Ter o ok do Banco Central é vital, assim como poder operar na B3 (Bolsa de São Paulo), ser um associado da Anbima, ter ganho prêmios por sua atuação de entidades conhecidas, tudo isso pode ser observado e uma boa empresa irá se orgulhar dessas acreditações.

Uma enorme variedade de produtos

As plataformas mais conhecidas do mercado brasileiro permitem a compra de ações na Bolsa de Valores, de títulos públicos, entrada em fundos de investimento, fundos imobiliários, enfim, uma série de possibilidades.

Há ainda outras plataformas, internacionais, que permitem a compra de criptomoedas e participação no mercado forex. Por serem internacionais e a compra e venda de criptomoedas não ser regulada por um banco central, é preciso mais cuidado, lendo relatos sobre a confiabilidade das plataformas de venda e não caindo em promessas furadas de retornos fixos irreais.

A conexão de uma plataforma de investimentos com a Bolsa permite a compra de ações de uma empresa em tempo real, algo que antes precisava ser feito ligando para uma mesa de negociações.

Não à toa o crescimento do número de CPFs cadastrados na Bolsa de São Paulo explodiu, passando da marca de 3,5 milhões, quase o dobro de fevereiro de 2020 (logo antes da pandemia) e com um representativo crescimento no número de jovens (25 a 39 anos) e com a faixa entre 26 a 35 anos sendo a maior da bolsa.

A possibilidade de começar a investir com uma baixa quantia e ainda poucas taxas é o que seduziu um novo público para a renda variável mesmo em um tempo sensível para a economia e a sociedade em geral. Entretanto, essa facilidade de acesso traz uma série de preocupações. Aqui vão alguns conselhos para o investimento ser sem dores de cabeça, para poder aproveitar o melhor das plataformas online.

Preocupação com a segurança

Assim como com o aplicativo do banco, é preciso tomar muito cuidado com a segurança de sua senha e também com mensagens estranhas enviadas supostamente pela plataforma de investimentos. É melhor desconfiar sempre.

Fique atento ao risco

A empolgação com grandes ganhos é difícil de evitar, mas nos investimentos o jogo sempre é a longo prazo (pense na aposentadoria ou em compras grandes, como uma casa), trabalhando passo a passo para a conquista desses objetivos.

Diversifique sempre

A Bolsa de Valores tem empresas de grande valorização, como as empresas de tecnologia nos últimos anos, mas ela é volátil e as quedas acontecem. Diversifique seus produtos, investindo no que você conhece e com diferentes níveis de segurança.

Jornal Midiamax