Cotidiano

Além de tempo seco, Centro de Campo Grande amanhece encoberto por fumaça

Fumaça de incêndio rapidamente se espalhou pela cidade

Thatiana Melo Publicado em 21/09/2021, às 08h01

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

O tempo seco aliado à baixa umidade do ar, com a falta de chuvas, fez com que o Centro de Campo Grande amanhecesse, nesta terça-feira (21), encoberto por uma densa fumaça, que acaba piorando a qualidade do ar na cidade.

Moradores da região da Avenida Ernesto Geisel relataram que logo cedo forte cheiro de incêndio estava nos prédios, com uma densa fumaça, dificultando a respiração e, muitas vezes, a visibilidade no trânsito. O clima em Mato Grosso do Sul é de deserto, com umidade a 10%, bem menor que o clima no deserto do Saara que chega a índices entre 14% e 20%.

O Jornal Midiamax entrou em contado com a assessoria do Corpo de Bombeiros para saber sobre o incêndio, mas até a publicação da matéria não obtivemos resposta sobre possíveis focos na cidade. 

Para os próximos dias, a previsão é de chuva, segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima). Há previsão de uma frente fria oceânica, que pode provocar rajadas de vento nas regiões sudoeste, oeste e leste do estado, e uma pequena queda nas temperaturas até quinta (23). 

Na próxima semana também há possibilidade de chuvas, entre os dias 28 de setembro e 6 de outubro

Jornal Midiamax