Cotidiano

Com pouca sinalização, rotatória da Presidente Vargas tem acidente quase todo dia

Sinalização de chão está pouco visível e uma das placas foi arrancada em batida

Ranziel Oliveira Publicado em 23/07/2021, às 14h30

Placa 'dê a preferência' na avenida Presidente Vargas foi destruída em acidente
Placa 'dê a preferência' na avenida Presidente Vargas foi destruída em acidente - (Foto: Ranziel Oliveira / Jornal Midiamax)

Acidentes, fechadas e muita buzina são rotina para os motoristas que trafegam na rotatória da Avenida Presidente Vargas com a rua Fernando de Noronha, no bairro Vila Almeida.  Com pouca sinalização, o local tem sido palco frequente de colisões e muita imprudência.

Com fluxo intenso no horário de pico, a junção da pouca sinalização e descumprimento das leis de trânsito fez com que o trabalhador Valdemir Andrade, de 39 anos, testemunhasse alguns acidentes no local. “Toda semana é batida de carro com carro, de moto. Terça-feira teve um. Não tem respeito da preferencial e no horário de pico fica complicado”, disse ele.

Para o marceneiro Jair Tolon de Camargo, de 51 anos, a solução para reduzir os acidentes seria a implantação de semáforos, com o objetivo de inibir o excesso de velocidade. “Já teve até morte nessa rotatória, tem acidente com frequência. O cara vem com gosto e gás da avenida Eng. Amélio Carvalho Baís e o da avenida Presidente Vargas atravessa direto”, disse ele.  

[Colocar ALT]
(Foto: Ranziel Oliveira / Jornal Midiamax)

Para o vendedor de produtos automotivos, João Vitor, de 21 anos, os problemas com a falta de sinalização são frequentes. Segundo ele, basta ficar apenas 30 minutos no local para testemunhar fechada, freadas bruscas para evitar colisões, quedas de moto e até acidentes. “Quem está fazendo a rotatória e veio da rua Fernando de Noronha tem preferencial, mas quem vem da Presidente Vargas não para”, disse ele.

O vendedor ressaltou que a situação sempre foi complicada, mas piorou depois de um acidente que destruiu a placa de sinalização de 'dê a preferência'. “Tinha uma placa de dar a preferência para quem vinha da avenida Presidente Vargas, mas foi destruída em um acidente. Agora piorou mais”, finalizou.

Em nota, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) informou que será encaminhada uma equipe ao local citado para fazer o levantamento e estudos técnicos e, em conformidade com a necessidade, incluirá na programação de atendimento a solução mais adequada para o local.

Jornal Midiamax