Cotidiano

Com pandemia, jardinagem vira hobby e procura por plantas cresce em Campo Grande

A pandemia do coronavírus mudou o mercado de floriculturas e jardinagem e, apesar da crise, os estabelecimentos perceberam um aumento na procura em Campo Grande. Com o isolamento social, muitas pessoas passaram mais tempo em casa e a jardinagem acabou virando um hobby até mesmo para quem mora em apartamento.  O empresário Tiago Rodrigues da […]

Mylena Rocha Publicado em 31/01/2021, às 08h27 - Atualizado em 01/02/2021, às 07h05

Comércio de plantas cresceu após pandemia. (Foto: Reprodução)
Comércio de plantas cresceu após pandemia. (Foto: Reprodução) - Comércio de plantas cresceu após pandemia. (Foto: Reprodução)

A pandemia do coronavírus mudou o mercado de floriculturas e jardinagem e, apesar da crise, os estabelecimentos perceberam um aumento na procura em Campo Grande. Com o isolamento social, muitas pessoas passaram mais tempo em casa e a jardinagem acabou virando um hobby até mesmo para quem mora em apartamento. 

O empresário Tiago Rodrigues da Silva viu a procura por mudas aumentar quase cinco vezes depois da pandemia em seu estabelecimento, localizado na avenida Presidente Ernesto Geisel. Se por um lado a venda de flores diminuiu por conta do cancelamento dos eventos, a procura de mudas e plantas aumentou e muito. A procura é tanta que ele tem tido dificuldades para comprar alguns produtos, como vasos e potes de plástico. 

“Agora mesmo, estou com duas carretas chegando, cheias de plantas. Antes, eram 15 dias para vender meia carreta. Agora já chega com tudo praticamente vendido”, afirma. 

O empresário Luciano Rós Carpanez também afirma que o saldo foi positivo após a pandemia. Ele é dono de uma empresa de paisagismo na avenida Interlagos e explica que o aumento da procura acabou elevando os preços dos produtos. 

“Quando começou a pandemia em março, os produtores são de São Paulo e lá travou tudo, então eles perderam muita muda. Como teve perda grande, deram uma recuada na produção. Aí teve acréscimo no consumo, faltou mercadoria e dobrou o preço”. 

Com o aumento da procura de plantas para cuidar em casa e apartamento, o preço da samambaia chegou a dobrar. Inclusive, as samambaias, suculentas e plantas aromáticas são as mais procuradas para quem quer ter um jardim dentro de casa.

Jardinagem como hobby e até entretenimento para crianças

Com pandemia, jardinagem vira hobby e procura por plantas cresce em Campo Grande
Suculentas são as plantas mais procuradas. (Foto: Reprodução)

Com a pandemia e o isolamento social, cuidar de plantas se tornou um hobby, tanto para quem mora em apartamento quanto em fazendas. Tiago conta que mesmo em época de chuvas intensas, como janeiro, as vendas não caíram. 

“Meu forte é venda de mudas maiores, árvores frutíferas e palmeiras, por exemplo. Estou vendendo bastante, passaram a comprar mais. Aquele cara que está na fazenda, aproveita o tempo e passa a mexer no pomar”, diz.

O empresário conta que a procura por plantas para apartamentos também cresceu. “Esse pessoal procura bastante. Agora tenho até clientes que compram de mim e revendem pela internet, isso é novo”.

Cuidar das plantas em casa se tornou uma atividade até para distrair as crianças. Luciano Rós Carpanez afirma que clientes vão à loja acompanhados dos filhos, com idades de até 10 anos, e a jardinagem virou uma atividade para desestressar após um longo tempo dentro de casa.

“É bom porque cria uma nova cultura. No Youtube, na internet, já ensinam como cultivar, como tem essa ferramenta, as pessoas começaram por paixão e também como uma fuga”.

Jornal Midiamax