Cotidiano

Com mais restrições, Três Lagoas pede ao Governo de MS afrouxamento de medidas

Em caso de negativa, prefeitura pede que novas determinações entrem em vigor após o Dia dos Namorados

Gabriel Neves Publicado em 11/06/2021, às 11h35

cidade foi enquadrada na bandeira cinza após última atualização realizada nesta quinta.
cidade foi enquadrada na bandeira cinza após última atualização realizada nesta quinta. - (Foto: Divulgação/PMTL)

O prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, encaminhou em caráter de urgência um ofício ao Secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, pedindo para que o município retorne a bandeira vermelha no Mapa Prosseguir. A cidade foi enquadrada na bandeira cinza após última atualização realizada nesta quinta-feira (11).

Conforme o decreto, os municípios que atingiram ocupação maior que 90% nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) terão restrições mais severas, como toque de recolher às 20h, comércio não essencial fechado e proibição de venda de bebidas alcoólicas (lei seca).

No ofício, Guerreiro argumenta que Três Lagoas ultrapassou os 100% de ocupação de leitos por ser um município de referência e atender a demanda da macrorregião, atendendo a demandas de mais de 10 municípios, o que reflete em 50% das internações.

Outro ponto destacado no documento é sobre os comércios, que estão “sendo afetados desde o início da pandemia e, comércio noturno, refletindo diretamente na geração de empregos e economia local”, segundo a prefeitura.

Caso haja negativa para a reclassificação da bandeira, o prefeito sugeriu o adiamento da classificação Bandeira Cinza para o dia 15 em detrimento do Dia dos Namorados realizados neste sábado, dia 12 de junho.

Jornal Midiamax