Cotidiano

Com maior taxa de ocupação de leitos UTI do país, MS já enviou 37 pacientes para outros estados

Fila de espera por transferência para hospitais chega a 156 nesta quarta-feira

Gabriel Maymone Publicado em 16/06/2021, às 12h28

MS não tem vagas UTI em hospitais
MS não tem vagas UTI em hospitais - Geraldo Bubniak/Agência de Notícias do Paraná

Com 104% dos leitos UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ocupados, Mato Grosso do Sul tem a maior taxa de ocupação do país, conforme relatório da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), que foi anunciado pela secretária-adjunta da saúde de MS, Christinne Maymone, durante live para apresentar o boletim da covid nesta quarta-feira (16).

Há cerca de um mês sem vagas em UTIs para pacientes com covid, MS iniciou no começo de junho o envio de doentes para internação em hospitais de Rondônia e São Paulo. Até o momento, 37 pacientes foram transferidos e durante esta semana o Estado deve realizar novos encaminhamentos. 

O secretário de Saúde, Geraldo Resende, já havia informado que os estados do Amazonas e Espírito Santo já haviam informado sobre a possibilidade de também receberem pacientes de MS.


Dados do boletim desta quarta-feira mostram colapso nos hospitais em todas as regiões do estado

Fila de espera

Diante da superlotação em hospitais, MS tem uma das maiores filas de espera para uma vaga de covid do país. Até a manhã desta quarta-feira (16), eram 156 pessoas internadas de forma improvisada ou em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) aguardando liberar vaga em hospital.

Assim, a Central de Regulação do Estado já conduz novas tratativas para o encaminhamento de mais pacientes para outros estados.

Conforme os dados, a central de regulação de Campo Grande tem 111 pacientes com covid aguardando leito para internação. Desses, 93 estão em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRSs (Centros Regionais de Saúde) de Campo Grande.  Já na região de Dourados, são 24 pessoas na fila, sendo 14 em Dourados. E, por fim, na central de regulação do Estado são 21 pacientes. Desses, 2 são de Dourados e aguardam liberação de vaga em o utros estados para serem transferidos.

Veja mais detalhes abaixo:


Relatório mostra número de pacientes à espera de UTI em cada município de MS

Jornal Midiamax