Cotidiano

Com fumaça, explosão e atores, shopping realiza simulação de incêndio em Campo Grande

O ensaio envolveu 70 pessoas entre profissionais, militares e figurantes

Gabriel Neves Publicado em 23/11/2021, às 10h05 - Atualizado às 10h06

Figurantes simularam queimaduras no resgate
Figurantes simularam queimaduras no resgate - (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Palco de momentos de lazer, alimentação e descanso, a praça de alimentação do Shopping Campo Grande se tornou um espaço com fumaça, explosões e feridos. A descrição faz parecer com que um incêndio ocorreu no local e esse era o real objetivo da simulação realizada na manhã desta terça-feira (23).

Foram mobilizadas cerca de 70 pessoas entre atores, bombeiros militares, bombeiros civis e equipes de segurança atuando no simulado. O ensaio iniciou por volta das 8h quando duas explosões quebraram o silêncio que tomava o espaço.

Fumaça artificial e figurantes foram responsáveis por criar o clima de urgência, algumas dezenas deveriam ser evacuadas, já outros seis, no interior de um restaurante utilizado no ensaio, precisariam de resgate e socorro. Após cerca de 1h30min de simulação, as vítimas haviam sido socorridas e as chamas contidas.

Para o Capitão do Corpo de Bombeiros, Rodrigo Bueno, o saldo foi positivo, todos os planos foram colocados em prática e os erros anotados para serem melhorados, como uma nítida demora na equipe de resgate das vítimas. Bueno explica que a periodicidade dos simulados é vital para que o trabalho seja realizado sem falhas em caso de uma ocorrência real.

Bombeiros Civis simularam o combeta as chamas. (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

"Essa simulação e muito importante porque trabalhamos essa sinergia entre os brigadistas do shopping e os bombeiros. É importante a simulação gerar uma dificuldade para quando passarmos por essa situação na realidade”, comentou o Capitão dos bombeiros.

O simulado de incêndio ocorreu em horário de não funcionamento, ou seja, o shopping estava fechado para o público, para não gerar incômodos. O gerente de operações do shopping, Wilson Lobo Severo, explica que treinamentos como o de hoje ocorrerem uma vez por ano, mas outros simulados menores são realizados mensalmente, além de treinamentos diários.

Jornal Midiamax