Cotidiano

Igrejas poderão abrir, mas shoppings não durante emenda de feriados no ‘fecha tudo’ em Campo Grande

Para frear o avanço do coronavírus, Campo Grande publica um decreto nesta sexta-feira (19) com detalhes sobre as restrições no comércio na próxima semana. O documento não deve utilizar o termo ‘serviço essencial’ e trará uma lista de estabelecimentos que poderão abrir as portas. As igrejas poderão funcionar durante os dias de restrição. O procurador-geral […]

Mylena Rocha Publicado em 19/03/2021, às 11h25 - Atualizado às 15h56

(Foto: Leonardo de França/Midiamax)
(Foto: Leonardo de França/Midiamax) - (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

Para frear o avanço do coronavírus, Campo Grande publica um decreto nesta sexta-feira (19) com detalhes sobre as restrições no comércio na próxima semana. O documento não deve utilizar o termo ‘serviço essencial’ e trará uma lista de estabelecimentos que poderão abrir as portas. As igrejas poderão funcionar durante os dias de restrição.

Igrejas poderão abrir, mas shoppings não durante emenda de feriados no ‘fecha tudo’ em Campo Grande
Procurador do município explica detalhes do decreto. (Foto: Marcos Ermínio)

O procurador-geral do município Alexandre Ávalo explica que as igrejas podem funcionar, mas devem atender as novas de biossegurança, para evitar a transmissão do coronavírus. Também serão autorizadas aulas na modalidade de ensino remoto. Ele frisa que não se trata de um ‘feriadão’ e deve ficar claro que são dias de restrição, as pessoas devem ficar em casa.

Para conseguir fechar tudo, o município adotou a estratégia de antecipar os feriados municipais de 2021 a 2022. Foram antecipados os feriados de 13 de junho (Dia de Santo Antônio, padroeiro da cidade) e de 26 de agosto (Aniversário de Campo Grande), totalizando quatro dias. 

“A palavra de ordem é consciência coletiva”, diz Ávalo.

O procurador explica que não haverá restrição na circulação de pessoas além do toque de recolher, que começa às 20h. Ainda segundo Alexandre Ávalo, academias, parques e shoppings não estarão na lista de atividades autorizadas a funcionar na próxima semana.

Semana de restrições

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) anunciou na tarde de quinta-feira (19) que descarta lockdown, mas que decidiu antecipar feriados para a semana que vem. Na próxima semana, só poderão funcionar serviços listados no decreto.

Marquinhos disse que não foi decretado lockdown na cidade porque a avaliação é que diminuindo o horário de circulação das pessoas na cidade com a antecipação dos feriados, haverá diminuição do contágio.

“Não há necessidade de lockdown. Há a necessidade de um prazo para evitarmos esse colapso. Acontece que as pessoas que ocupam os leitos de UTI, muitos deles não vem da Covid, a gente evitando a circulação de pessoas e diminuindo os horários da noite, podemos cuidar de quem está com Covid”, disse o prefeito.

Jornal Midiamax