Cotidiano

Com bandeira cinza, Campo Grande tem toque de recolher às 20h e apenas serviços essenciais

Medida começa a valer a partir de sexta-feira (11)

Gabriel Maymone Publicado em 10/06/2021, às 09h08

Comércio considerado não essencial deve fechar em Campo Grande
Comércio considerado não essencial deve fechar em Campo Grande - Leonardo de França / Midiamax

A nova classificação do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) coloca Campo Grande com bandeira cinza e determina abertura apenas de atividades consideradas essenciais. Além disso, o toque de recolher será das 20h às 5h. As medidas passam a valer a partir de sexta-feira (11) até o dia 24 de junho.

O decreto ppublicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (10) "dispõe sobre medidas excepcionais e transitórias a serem adotadas
quando a taxa de ocupação global dos leitos de UTI Covid-19 SUS ultrapassar 90% (noventa por cento) em todas as macrorregiões do Estado; aprova a classificação das atividades e dos serviços, por faixa de risco, no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul, e dá outras providências".

De acordo com o texto, levou-se em consideração pedido dos prefeitos realizado em reunião na Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) em que os gestores pediram medidas mais restritivas para conter o avanço da pandemia no Estado, que ocupa há mais de uma semana o posto de estado com maior aumento percentual na média móvel de mortes do país.

Além da Capital, Dourados, Três Lagoas, Corumbá e outros 39 municípios devem fechar tudo. Veja o  mapa completo abaixo:

Veja o mapa completo abaixo:

Jornal Midiamax