Cotidiano

Com 653 casos novos e 16 mortes, MS contabiliza 257,3 mil infectados pelo coronavírus

O Estado tem média móvel de mil casos de Covid-19 por dia

Mylena Rocha Publicado em 10/05/2021, às 10h59

None
Leonardo de França/Midiamax

Mato Grosso do Sul já soma 257.369 casos confirmados de Covid-19, com 653 novos registros nesta segunda-feira (10). Foram registradas mais 16 mortes, conforme boletim epidemiológico do novo coronavírus, apresentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). A taxa de contágio permanece em 0,95 e o secretário Geraldo Resende pediu colaboração da população, para que o índice continue em queda.

Com os novos óbitos, o total de vítimas fatais em MS chega a 6.044 mortes desde o início da pandemia. As mortes foram registradas em Campo Grande (6), Dourados (4), Angélica (1), Ivinhema (1), Naviraí (1), Nioaque (1), Paranaíba (1), Ponta Porã (1).

A SES também destacou que MS já contabiliza um total de 768.418 casos notificados, dos quais 505.673 foram descartados. Há 299 testes em análise no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e 5.077 casos sem encerramento pelos municípios.

Os novos casos trazem Campo Grande à frente, com 193 novos casos, seguida por Dourados (92), Rio Brilhante (41), Corumbá (36), Ponta Porã (30), Naviraí (26), Chapadão do Sul (20), entre outros. Confira o boletim aqui. 

Internações em MS

De 257.369 casos confirmados em MS, 241.293 pacientes se recuperaram. Em relação às internações, MS tem 1.039 pacientes internados. Destes, 535 estão em leitos clínicos (410 públicos e 125 privados) e 504 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dos quais 390 estão em leitos públicos e 114 em privados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI públicos global nas 4 macrorregiões de MS é de: 94% em Campo Grande, 95% em Dourados, 94% em Três Lagoas e 87% em Corumbá. 

O Estado ainda tem 58 pacientes na fila,  à espera por leitos clínicos e de UTI. Conforme dados da SES, a Central de Regulação de Campo Grande tem 38 pacientes na fila. Já Dourados tem 15 pacientes na fila e a Central de Regulação do Estado tem 34 pacientes esperando leitos.

Jornal Midiamax