Cotidiano

Bolivianos mantêm fronteira fechada mesmo com anúncio de revogação de lei polêmica

Manifestantes querem que pacote de leis também seja revogado

Fábio Oruê Publicado em 15/11/2021, às 18h50

None
Foto: Reprodução/ Diário Corumbaense

Mesmo com o anúncio de revogação feito pelo presidente da Bolívia, Luis Arce, manifestantes bolivianos mantiveram a fronteira com Corumbá fechada pelo oitavo dia consecutivo, nesta segunda-feira (15). 

A população é contrária a Lei 1386, que permite ao governo investigar o patrimônio de qualquer cidadão sem ordem judicial, levando as manifestações por todo o país.

Apesar do chefe de estado ter anunciado a revogação, bolivianos também questionam o desenvolvimento econômico e social, o combate à corrupção, o registro comercial, o das estatísticas oficiais, emergência sanitária e promoções na polícia, que fazem parte deste pacote de leis do governo.

Os manifestantes aguardam decisão dos Comitês Cívicos de Santa Cruz, que se reuniram nesta segunda-feira. Na região, os pontos de bloqueio estão na estrada Bioceânica, na região que corresponde a cidade fronteiriça de Puerto Suárez, Yacucis e Carmen Rivero Torres, bem como na ponte que delimita o território entre Corumbá e a Bolívia.

Jornal Midiamax