Cotidiano

Banho de São João se torna oficialmente Patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan

Deliberação do processo iniciado em 2012 aconteceu nesta quarta-feira

Fábio Oruê Publicado em 19/05/2021, às 15h02

Banho de São João ganhou um novo status em Corumbá
Banho de São João ganhou um novo status em Corumbá - Foto: Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

O tradicional evento do Banho de São João em Corumbá e Ladário recebeu o título de Patrimônio Cultural do Brasil na tarde desta quarta-feira (19), após deliberação do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A festividade acontece anualmente no mês de junho. 

O anúncio foi feito durante a 95ª Reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan, trasmitida no Youtube, por unanimidade na votação entre os conselheiros. A relatora foi a conselheira Maria Cecília Fonseca.

O parecer favorável é resultado do processo, iniciado em 2013 pela Prefeitura de Corumbá. Em 2010, o banho do santo já foi reconhecido como patrimônio a nível estadual.

Sendo Patrimônio Cultural Brasileiro, o Banho de São João deixa a região com o primeiro bem exclusivamente registrado em território sul-mato-grossense.

Enormes festas para o Banho de São João Batista acontecem todos os anos. (Foto: Marcos Boaventura/ Prefeitura de Corumbá)

Desde 2005, Corumbá e Ladário, estendendo o título a Mato Grosso do Sul, possuem o “Modo de Fazer Viola de Cocho” como Bem Cultural Imaterial Brasileiro, entretanto esse título é dividido com Mato Grosso, onde essa manifestação também ocorre.

Longo Processo

O processo de instrução para o registro foi conduzido ao longo dos últimos anos com estudos, pesquisas, festejos, interações, entrevistas, coleta de materiais e cooperação geral, envolvendo o próprio Iphan, Prefeitura Municipal de Corumbá, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Municipal de Políticas Culturais, entre outros.

Também foi feito um amplo registro fotográfico e de vídeo compilado, com diversas participações nos locais de festejos, exibido durante a reunião.

Jornal Midiamax