Cotidiano

Atendimento de acidentes de trânsito na Santa Casa caem 33% no ‘fecha tudo’ em Campo Grande

No 'fecha tudo' de Campo Grande, na Santa Casa as entradas de vítimas de acidentes de trânsito e arma caíram em 33%. 

Dândara Genelhú Publicado em 31/03/2021, às 15h16 - Atualizado às 17h10

Paciente em UTI da Sala Cirúrgica da Santa Casa. Foto: Ascom Santa Casa CG.
Paciente em UTI da Sala Cirúrgica da Santa Casa. Foto: Ascom Santa Casa CG. - Paciente em UTI da Sala Cirúrgica da Santa Casa. Foto: Ascom Santa Casa CG.

Na última semana, Campo Grande passou por severas restrições do comércio. Para frear a pandemia, que já causa superlotação do Sistema de Saúde, a Prefeitura Municipal decretou a semana do ‘fecha tudo’. Assim, na Santa Casa as entradas de vítimas de acidentes de trânsito e arma caíram em 33%.

De acordo com o hospital, foram 64 pacientes que deram entrada no Pronto Socorro, vítimas de ferimentos por armas e acidentes de trânsito. Isto na semana de 22 a 28 de março, durante o ‘fecha tudo’ na Capital.

Já na semana anterior ao decreto municipal, de 15 a 21 de março, foram 96 pacientes destas situações que deram entrada. Assim, a queda de entradas foi de 33% durante a semana inteira.

No entanto, a Santa Casa destaca que aos finais de semana, houve aumento de atendimentos destes pacientes durante o decreto municipal. Enquanto em 13 e 14 de março foram atendidos 27 pessoas vítimas de acidentes de trânsito e armas, em 20 e 21 foram 30.

Então, no final de semana com medidas para reduzir a circulação de pessoas e frear a disseminação do coronavírus, foram 41 pacientes atendidos. O hospital reforça que os acidentes de trânsitos abrangem atropelamentos, choques entre veículos ou objetos, motos ou veículos, capotamentos e até quedas de bicicletas.

Estes pacientes ocupam espaço de internação e também podem necessitar de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e CTI (Centro de Terapia Intensiva). Ou seja, também demandam cuidados profissionais especializados e medicamentos do kit de intubação. Nesta quarta-feira (31), 13 pacientes não Covid-19 aguardam vagas para tratamento em CTI.

Matéria alterada às 17h02 para atualização de informações.

Jornal Midiamax