Cotidiano

Após um mês, 18 cidades de MS não vacinaram nem metade dos idosos a partir de 80 anos

Apesar do avanço das imunizações, 18 cidades do Estado não aplicaram a primeira dose da vacina nem na metade dos idosos a partir de 80 anos.

Dândara Genelhú Publicado em 19/02/2021, às 12h55

Idosos são prioridade no grupo de vacinação contra Covid-19. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Idosos são prioridade no grupo de vacinação contra Covid-19. (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Idosos são prioridade no grupo de vacinação contra Covid-19. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Na última quinta-feira (18), Mato Grosso do Sul completou o primeiro mês de vacinação contra o coronavírus. Apesar do avanço das imunizações, 18 cidades do Estado não aplicaram a primeira dose da vacina nem na metade dos idosos a partir de 80 anos.

O público é considerado como prioridade na vacinação, por ser a faixa etária com maior letalidade da Covid-19. Para a reportagem, o Jornal Midiamax utilizou os microdados disponibilizados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) até esta quinta-feira (18).

Todos os municípios de MS já iniciaram a vacinação de idosos com 80 anos ou mais que não são institucionalizados, ou seja, vivem fora de asilos. Entretanto, 11% não atingiu nem metade do público considerado como meta. Apenas Caracol atingiu o público-alvo. Com 104,7% de imunização, a cidade tinha meta de 94 idosos desta faixa etária para vacinar, mas imunizou 98.

No geral, MS já vacinou 25.014 pessoas com 80 anos ou mais, número equivalente às primeiras doses aplicadas. Assim, 396 idosos receberam o reforço da vacina e possuem imunização completa contra a Covid-19.

Confira os municípios que não atingiram nem metade do público-alvo de idosos:

  • Anaurilândia (40%)
  • Caarapó (31,87%)
  • Coronel Sapucaia (14,27%)
  • Costa Rica (27,54%)
  • Dourados (11,22%)
  • Eldorado (44,93%)
  • Guia Lopes da Laguna (43,17%)
  • Iguatemi (47,11%)
  • Miranda (19,59%)
  • Nioaque (40,53%)
  • Nova Andradina (47,78%)
  • Novo Horizonte do Sul (36,26%)
  • Paranhos (37,22%)
  • Ribas do Rio Pardo (15,5%)
  • Rochedo (48,31%)
  • Sidrolândia (42,7%)
  • Tacuru (46,4%)
  • Três Lagoas (32,52%)
Jornal Midiamax