Cotidiano

Após primeiro caso de leishmaniose de 2021, cidade de MS isola bairro e 21 cães testam positivo

Menina de 8 anos foi diagnosticada com a doença

Karina Campos Publicado em 09/04/2021, às 10h27 - Atualizado às 10h31

Cerca de 46 cães foram testados
Cerca de 46 cães foram testados - (Foto: Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas)

A Prefeitura de Três Lagoas, a 326 quilômetros de Campo Grande, iniciou isolamento e testagens em cães do bairro Vila Alegre, após o primeiro caso de leishmaniose de 2021, onde uma menina de 8 anos testou positivo para a doença. A testagem de animais da região foi divulgada nesta sexta-feira (9).

O Centro De Controle De Zoonoses da Secretaria Municipal visitou residências e triagens de cães de moradores da região, com testes rápidos. De acordo com o médico veterinário do CCZ, Everton Ottoni, o bloqueio acontece sempre que um caso positivo em pessoas é registrado. Dos 46 cães foram testados, 21 foram identificados com a doença, já na triagem.

“O bloqueio canino é um procedimento de praxe e necessário. Quando recebemos o comunicado de um caso positivo de leishmaniose em humanos, é feito um levantamento (bloqueio canino) dos cães na região da residência do paciente. É feita a coleta de todos os cães acima de 04 meses de idade, para avaliação dos resultados no diagnóstico de leishmaniose canina. Após isso, o responsável pelo animal é informado sobre o resultado e orientado, conforme as normas a serem seguidas”, explicou.

Após testar positivo, o tutor do animal deve fazer tratamento veterinário no cão infectado ou, sem alternativa, encaminhá-lo para eutanásia.

Outro dado do balanço é que dos 165 moradores visitados, 5 se recusaram a realização do teste. “Não existe uma obrigatoriedade do morador aceitar o teste. Sempre que há recusa, orientamos que faça exame particular para prevenção do animal e dos próprios moradores da casa. Ficamos preocupados quando isso acontece, porém, o dono do animal é de fato o responsável por ele”, considerou.

Das residências que não estavam nenhum morador, recados foram deixados para que possam agendar os exames nos pets.

Jornal Midiamax