Cotidiano

‘Vou criar’: Ao voltar de bar, jovem encontra caranguejo no asfalto do São Conrado

Todo sul-mato-grossense escuta as famosas perguntas se “bicho tal” circula pelas ruas da cidade. Normalmente é onça, jacaré e capivara. Mas, alguém já perguntou do caranguejo? É, tem leitor do Jornal Midiamax que encontrou o crustáceo no asfalto de Campo Grande! O jovem Clever Mattos, de 18 anos, se deparou com um caranguejo quando retornava […]

Renata Fontoura Publicado em 18/10/2020, às 13h42 - Atualizado em 19/10/2020, às 08h07

Achado na rua, caranguejo ganhou nome de Arth e até aquário | Foto: Reprodução | Arquivo do leitor
Achado na rua, caranguejo ganhou nome de Arth e até aquário | Foto: Reprodução | Arquivo do leitor - Achado na rua, caranguejo ganhou nome de Arth e até aquário | Foto: Reprodução | Arquivo do leitor

Todo sul-mato-grossense escuta as famosas perguntas se “bicho tal” circula pelas ruas da cidade. Normalmente é onça, jacaré e capivara. Mas, alguém já perguntou do caranguejo? É, tem leitor do Jornal Midiamax que encontrou o crustáceo no asfalto de Campo Grande!

O jovem Clever Mattos, de 18 anos, se deparou com um caranguejo quando retornava de um pagode por volta das 22h, na rua Coronel José Hélio, no bairro São Conrado, neste último sábado (17), em Campo Grande. Em seu perfil do Instagram, Clever já postou stories do animal. “E eu que achei um caranguejo na volta do pagode KKKKK”, diz a postagem na qual marcou o Jornal Midiamax.

Segundo Clever, o animal não foi encontrado em boas condições. “Está sem duas pernas e sem uma pinça da garra direita”, disse. Porém, o rapaz já tenta providenciar uma vida “boa” para o novo mascote, que até um nome recebeu.

'Vou criar': Ao voltar de bar, jovem encontra caranguejo no asfalto do São Conrado
Arth ganhou pão na manhã deste domingo (18) – Imagem: Reprodução/Fala Povo/Jornal Midimax

“Eu ia colocar Artrópode, por causa do Ben 10, mas achei mais bonitinho Arth”, conta.

Questionado sobre a alimentação do bicho, Clever se mostrou por dentro do assunto. “Caranguejos em sua maioria são onívoros, então eu posso alimentá-lo tanto com carne quanto com vegetal. (…) Só não aprende quem não quer!”, destaca.

Mas atenção!

De acordo com o cel. Queiroz, da PMA (Polícia Militar Ambiental), o caranguejo encontrado pelo rapaz aparenta ser de uma espécie utilizada como isca de pesca. O militar orienta que o correto é deixá-lo em seu habitat, como rios e lagos, ou próximo a um córrego. “O certo seria soltar. A orientação é não ter em casa nenhum animal silvestre”, alerta o militar.

Para quem encontrar algum animal silvestre pelas ruas de Campo Grande, deve entrar em contato com a PMA pelo telefone (67) 3357-1501 ou 1500.

Fala Povo – o WhatsApp do Jornal Midiamax

As imagens foram enviadas ao Fala Povo, o WhatsApp do Jornal Midiamax, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.
Jornal Midiamax