Cotidiano

Você viu? Bola de fogo no céu chama a atenção na divisa de MS

Na noite da última terça-feira (15), uma bola de fogo foi avistada cruzando o céu no interior de São Paulo, próximo à divisa de MS.

Dândara Genelhú Publicado em 16/12/2020, às 17h56 - Atualizado em 17/12/2020, às 10h02

Foto: André Casagrande.
Foto: André Casagrande. - Foto: André Casagrande.

Na noite da última terça-feira (15), uma bola de fogo foi avistada cruzando o céu no interior de São Paulo, próximo à divisa de Mato Grosso do Sul. De acordo com a Bramon (Rede Brasileira de Observação de Meteoros), o fenômeno foi causado por um meteoro, ou seja, uma rocha espacial que atingiu a atmosfera terrestre.

A Bramon flagrou a passagem da bola de fogo em três estações, localizadas em Nhandeara e Indiaporã, ambas em São Paulo. Os estudos iniciais da Rede de Observação mostram que “o meteoro atingiu a atmosfera da Terra num ângulo de 18,6° em relação ao solo, a uma velocidade de 13,52 km/s”. Então, se convertida para quilômetros por hora, a velocidade da rocha foi de 34,4 mil km/h.

Além disto, os pesquisadores afirmam que o meteoro passou a ser visível a 60,8 km de altitude. Nesta altura, o fenômeno passou próximo à divisa de MS com Minas Gerais e São Paulo.

Por fim, a rocha ficou visível por apenas 11,6 segundos. Assim, desapareceu na direção sudoeste de Votuporanga, em SP. A última altitude registrada foi cerca de 25,3 km da Terra.

Hora certa, local certo – Além dos registros da Bramon, um fotógrafo e astrônomo amador conseguiu registrar o momento exato da passagem do meteoro. André Casagrande estava no município de Primeiro de Maio, no Paraná. O fotógrafo estava registrando o céu na direção em que o meteoro caiu. Assim, com um clique certeiro, André conseguiu capturar o céu estrelado com o rastro da bola de fogo.

Confira o vídeo dos momentos capturados pela Rede de Observação:

Jornal Midiamax