Cotidiano

VÍDEO: Bairro Rita Vieira vira pista de corrida, motoristas batem e fogem

Os moradores do Bairro Rita Vieira já estão cansados de tanta imprudência no trânsito. Durante as madrugadas, principalmente nos finais de semanas, testemunhas garantem que as Avenidas Toros Puxian e Rita Vieira de Andrade se tornam verdadeiras pistas de corrida para motoristas embriagados. Nos últimos 30 dias, dois acidentes foram registrados pelas câmeras de seguranças […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 11/04/2020, às 20h53

(Google Maps)
(Google Maps) - (Google Maps)

Os moradores do Bairro Rita Vieira já estão cansados de tanta imprudência no trânsito. Durante as madrugadas, principalmente nos finais de semanas, testemunhas garantem que as Avenidas Toros Puxian e Rita Vieira de Andrade se tornam verdadeiras pistas de corrida para motoristas embriagados. Nos últimos 30 dias, dois acidentes foram registrados pelas câmeras de seguranças de um Residencial da região. No último, nesta sexta-feira (10), o condutor de um Ônix branco atingiu dois carros que estavam estacionados na via e fugiu.

O prejuízo fica para os proprietários que precisam deixar deixar os veículos parados durante a noite em frente aos condomínios do bairro. Não raro é possível flagrar condutores de automóveis e motocicletas desrespeitando as regras de trânsito. As ocorrências, segundo os moradores, são na maioria das vezes quando o sol está nascendo. Em alta velocidade, motoristas ultrapassam o limite permitido, perdem o controle da direção e acabam provocando acidentes. A maioria foge sem prestar contas ou sequer deixar um bilhete de aviso.

Na metade do mês passado, uma Saveiro teve o retrovisor arrancado por uma Dodge RAM vermelha no mesmo local que o Ônix provocou o acidente. Por sorte, uma testemunha anotou as placas, já que o infrator não parou.

A velocidade atingida pelos motociclistas, inclusive entregadores de aplicativos, na Avenida Toros Puxian também preocupa os moradores. Segundo eles, todos os dias, motos chegam a passar a 150 Km/h no local.

“O barulho que faz é apavorante. Até entregadores não respeitam e passar aqui sem respeitar as regras de trânsito. Nunca tem ronda nessa região e o movimento de motoristas imprudentes é 24 horas por dia.”

Jornal Midiamax